Networking e classificados on-line lideram ranking de contratação, diz pesquisa

Dados da Catho Online apontam amigos e sites de classificados como maiores indicadores de empregos em 2011

SÃO PAULO – A procura por oportunidades de emprego tem sido favorecida, principalmente, pela indicação de amigos e por anúncios em sites. Os dados foram divulgados pela Catho Online e fazem parte de uma recente pesquisa setorial que avalia o percentual de contratações no País no ano de 2011.

De acordo com levantamento, 59,4% dos profissionais atualmente empregados estabeleceram seu primeiro contato com os empregadores por meio da indicação de amigos e conhecidos. Como segundo meio efetivo de contratação aparecem os sites de classificados on-line, que viabilizaram 11% das oportunidades de trabalho.

Serviços on-line
O aumento do procura de vagas em meios on-line também tem sido observado nos últimos anos. Para se ter uma ideia, a busca de empregos em sites passou de 5,9% em 2007 para 11,11% nesta edição da Pesquisa de Executivos – que entrevistou 46 mil pessoas no mês de abril.

PUBLICIDADE

As redes sociais, por sua vez, ocuparam a última posição do ranking e foram seguidas pelas empresas de recolocação e listas de e-mail, apontando tais meios como os que menos geram contratações.

Fonte de contratação do emprego atual (%)
Indicação de amigos59,4%
Sites de classificados online11,1%
Trabalhe conosco/ envio direto6%
Agência de empregos5,7%
Anúncio jornal/ revista5,3%
Consultoria de recrutamento2,5%
Anúncio faculdade/ escola1,1%
Anúncio em mural da empresa1,1%
Listas de e-mail/ grupos0,7%
Empresa de recolocação0,4%
Redes sociais0,2%
Outro meio6,6%
Fonte: Pesquisa dos Executivos 2011 (Catho Online)

Índice positivo
Dos 68% de profissionais desempregados que procuraram oportunidades em sites de classificados, 32% foram convocados para ao menos uma entrevista, segundo a pesquisa. Já no caso de trabalhadores empregados, dos 45% que fizeram uso do mesmo recurso, cerca de 44% foram convidados para uma avaliação pessoal.

“Com certeza essa é uma tendência expressiva que deva crescer cada vez mais.”, diz o diretor de Marketing da Catho Online, Adriano Meirinho.

No entanto, a rede de relacionamentos do candidato novamente aparece como o meio mais utilizado para buscar uma colocação, conforme aparece na tabela abaixo:

Desempregados – Meio de procura de emprego (%)
Networking70,1%
Sites de emprego68%
Correio/ e-mail66,4%
Sites das próprias empresas60,7%
Jornal/ revista58,8%
Headhunter53,9%
Redes sociais28,1%
Fonte: Pesquisa dos Executivos 2011 (Catho Online)

Para preencher suas vagas as empresas também têm recorrido aos sites de classificados, sendo este o meio utilizado por cerca de 22% dos recrutadores. No que refere-se às indicações, entretanto, elas costumam ser realizadas dentro da empresa (48%) e também fora da organização (27%).