MPEs geram 71,5% dos empregos com carteira assinada em fevereiro

De acordo com o estudo do Sebrae, baseado nos dados do Caged, em fevereiro, foram criadas 107 mil vagas formais

SÃO PAULO – As MPEs (micro e pequenas empresas) foram responsáveis pela criação de 71,5% das vagas de emprego geradas em fevereiro. De acordo com os dados divulgados pelo Sebrae, baseados no Caged (Cadastro de Empregados e Desempregados), os pequenos negócios geraram 107 mil oportunidades de trabalho, das 203.152 registradas em todo o País.

O resultado do segundo mês deste ano foi superior ao apresentado em fevereiro de 2011, quando os empregos nas MPEs corresponderam a 66% do total. O MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) considera como micro e pequenas empresas aquelas que têm um número máximo de 49 funcionários, nos setores de comércio e serviços, e de 99 de trabalhadores, na indústria.

Análise por setor
Ao analisar a geração de emprego por setor, os dados revelam ainda que, em fevereiro, das MPEs que possuem menos de 99 funcionários, as do setor de serviços foram as que mais elevaram seus quadros, sendo responsáveis por mais metade dos novos postos de trabalho.

PUBLICIDADE

Já no que se refere aos demais setores, tiveram sua importância o comércio, a administração de imóveis e as empresas do setor de alimentação.

Essa tendência deverá prevalecer nos próximos anos, ao menos segundo aponta o Sebrae. “As MPEs contribuem para a consolidação da nova classe média e distribuição de renda do Brasil”, informa o diretor-técnico da entidade, Carlos Alberto do Santos, lembrando ainda que o segmento de pequeno porte costuma ser a porta de entrada para muitos trabalhadores que buscam seu primeiro emprego.