Metrô

Metroviários aceitam proposta e não entrarão em greve na quarta-feira

A proposta apresentada pelo Metrô estabelecia pagamento mínimo de R$ 4.140,63, de acordo com o resultado geral do programa, valor que pode representar até cinco vezes o salário nominal

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em assembleia realizada nesta terça-feira (23), os metroviários de São Paulo decidiram pela não paralisação das atividades que estão previstas para amanhã (24). Os trabalhadores aceitaram a proposta feita durante a audiência de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) que estabelece Participação nos Resultados igualitária para todos.

A proposta apresentada pelo Metrô estabelecia pagamento mínimo de R$ 4.140,63, de acordo com o resultado geral do programa, valor que pode representar até cinco vezes o salário nominal, dependendo da faixa salarial.

A forma de distribuição proposta pelo Metrô é composta por uma parcela variável de 40% sobre o salário base e uma parcela fixa de R$ 3.062,21, com garantia mínima de 80% do salário base, sempre conforme o resultado geral do programa.

PUBLICIDADE

Sobre as reclamações da jornada de trabalho, o Metrô estabeleceu a padronização das escalas de trabalho, respeitando as jornadas vigentes de, no máximo, 36 e 40 horas. Já os intervalos remunerados para refeições e descanso para os empregados em regime de escala foram mantidos em 30 minutos, conforme acordo coletivo vigente.