Medo de perder emprego fica em junho próximo da mínima histórica, diz CNI

Índice atinge 82,3 pontos, sobre uma base de 100 pontos. Quanto menor a pontuação, mais otimismo na preservação do emprego

SÃO PAULO – O brasileiro continua otimista em relação ao mercado de trabalho. Segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (6) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), o temor de perder o emprego registrou leve alta de 0,4% na comparação com março de 2010, quando havia atingido o menor patamar da série histórica, iniciado em 1996.

De acordo com a CNI, em junho, o índice ficou em 82,3 pontos, sobre uma base de 100 pontos. Quanto menor a pontuação, maior a confiança na preservação do emprego.

“O índice em junho denota grande segurança no emprego, uma vez que manteve-se muito próximo do piso histórico, registrado em março [82 pontos]”, diz a entidade.

PUBLICIDADE

Já na comparação com o sexto mês do ano passado, o índice registra queda de 7,5%.

Medo do desemprego
A maioria dos entrevistados (53%) afirmou não estar com medo de perder o emprego, mesma porcentagem registrada em março. A proporção dos que disseram estar com muito medo do desemprego recuou de 32% para 30% na mesma base comparativa. Já os que declaram estar com pouco medo do desemprego passaram de 15% para 16%.