Medo da crise: é indicado colocar currículo na internet, mesmo empregado?

Para presidente da Curriculum.com.br, ação é cautelar para casos de demissões repentinas, típicos em crises

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Muitos profissionais, impressionados com os efeitos que a crise global pode ter no emprego, já correram para colocar o currículo na internet, mesmo empregados.

“A crise mundial afeta a todos e, infelizmente, já atinge muitos brasileiros. Porém, percebemos que o número de cadastramento de currículos de profissionais empregados, muito embora bem menor do que o de desempregados, já existe, o que demonstra uma preocupação de muitos, que agora estão empregados, com o seu futuro profissional”, comentou o presidente da Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri.

Ele afirmou que nem sempre o objetivo de colocar o currículo na internet é mudar imediatamente de emprego. “Ficar mais visível ao mercado não significa que ele mudará de emprego, mas muitas vezes é apenas uma ação cautelar para casos de demissões repentinas, algo típico dos momentos de crise”.

E se a empresa descobrir?

Aprenda a investir na bolsa

Questionado sobre se a situação com a empresa se complica, caso ela descubra que o profissional colocou o currículo na internet, Abrileri afirmou que “não necessariamente”, uma vez que depende do momento que a empresa está passando e da relação que o profissional tem com a companhia em que trabalha.

Ele explicou que, normalmente, quando o profissional trabalha sua recolocação é porque está descontente com alguma situação na empresa atual: falta de perspectivas de crescimento na carreira, salário inferior ao desejado, excesso de trabalho e etc.

“Caso isso aconteça, é importante o profissional aproveitar o momento para expressar sua insegurança e, quem sabe, conquistar uma maior estabilidade com sua empresa atual, retirando seu currículo em troca dessa garantia de “não desemprego”. Por fim, é totalmente lícito manter o currículo visível ou estar disponível para boas oportunidades profissionais. E se isso for feito pelos motivos corretos, é um ato saudável para o profissional e o mercado de trabalho”, disse.

Cuidados

Mesmo assim, discrição no momento de colocar o currículo na internet é sempre bom. Afinal, em alguns casos, isso pode complicar a situação do profissional na empresa. “Alguns cuidados básicos já são bastante eficientes. Por exemplo, utilizar um endereço de e-mail novo, diferente do seu conhecido”, orientou Abrileri.

Ele disse que existe a possibilidade de se omitir alguns dados pessoais que permitem a identificação do profissional, quando se coloca o currículo na internet.

Mudanças na carreira

O presidente da Curriculum.com.br afirmou que, empregado, o profissional tem uma vantagem na busca por uma colocação, uma vez que trata do assunto com mais calma. Mas é preciso tomar essa atitude com cautela.

PUBLICIDADE

“A proatividade para a mudança é saudável, desde que essa seja feita nos momentos corretos, pelos motivos corretos e da forma correta. No entanto, os profissionais que sempre agem assim podem ficar malvistos como profissionais volúveis, que não sabem perceber uma boa oportunidade. Assim sendo, mesmo sendo lícito em muitos casos, é sempre importante fazer isso pelos motivos corretos”, finalizou.