AO VIVO Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

MEC muda o Enem: confira conteúdo que será cobrado na prova

Segundo ministro, perguntas serão as mesmas, mas com conteúdo dos vestibulares e sem as famosas "pegadinhas"

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os vestibulandos deste ano já podem ter acesso à matriz dos conteúdos que serão cobrados no Enem
(Exame Nacional do Ensino Médio) este ano. Como a prova será utilizada por diversas universidades federais do País, ou como forma parcial ou plena para o ingresso nos seus respectivos cursos de graduação, o Enem foi reformulado.

Aprovada, nesta última quinta-feira (14), pelo Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), a matriz do Enem foi organizada em quatro áreas: linguagem, ciências da natureza, ciências humanas e matemática.

Dessa forma, o novo Enem, que acontecerá nos dias 3 e 4 de outubro, exigirá dos estudantes os mesmos conteúdos pedidos pelos vestibulares, mas com um formato de prova diferenciado. Assim, a forma de perguntar do Enem será mantida, porém terá a abrangência de conteúdos dos tradicionais vestibulares do País.

Aprenda a investir na bolsa

“Será exigido do estudante uma capacidade maior de raciocínio e menor de memorização”, afirmou o ministro da Educação, Fernando Haddad. Além disso, as famosas pegadinhas estarão de fora da prova, garantiu ele.

Por que mudar?

O Consed entende que o novo formato do Enem permitirá a reestruturação do Ensino Médio e com isso, o currículo dessa etapa do ensino passará a orientar os processos seletivos das universidades e faculdades, e não o contrário, como acontece hoje.

Na opinião do ministro, este novo tipo de prova também irá facilitar a vida do estudante brasileiro, já que ele não precisará fazer várias provas.

Próximo Passo

Com a definição da matriz de conteúdo do Enem, o comitê de governança desse novo modelo de prova representado pelo Mec, além dos reitores de universidades e secretários estaduais de educação, poderão sugerir mudanças para o aprimoramento das próximas edições do exame.

Para que isso ocorra, serão criadas comissões temáticas com especialistas de cada área do conhecimento estabelecida na matriz do Enem, com o intuito de analisar o conteúdo que será cobrado nas próximas edições.

Enem Obrigatório

Além de ter o Enem como forma de ingresso nas universidades federais que aderirem, o MEC está com a proposta de tornar a prova universal, a partir de 2010, ou seja, todos os estudantes da rede pública serão obrigados a fazer a prova para obter o certificado de conclusão do Ensino Médio.

PUBLICIDADE

Entretanto, se a proposta for aceita, Haddad destacou a importância de se fazer um estudo de logística, para garantir o acesso de todos os estudantes aos locais de prova.

“Mais do que a aferição do conhecimento do aluno, a prova pode representar o acesso dele à universidade, o que exige cuidados maiores com a segurança”, concluiu o ministro.