Radar InfoMoney Light vende fatia na Renova Energia por R$ 1; Vale produz 86,7 milhões de toneladas de minério no terceiro tri e mais destaques

Light vende fatia na Renova Energia por R$ 1; Vale produz 86,7 milhões de toneladas de minério no terceiro tri e mais destaques

Financiamento

Maioria dos universitários necessita de crédito para continuar o curso

Ainda, 48% dos universitários sequer estariam estudando, enquanto 31% fariam um curso mais barato

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Uma pesquisa feita com 800 estudantes constatou que 90% dos beneficiados pelo crédito universitário não fariam o curso em que estão matriculados, caso não tivessem a opção de financiá-lo.

Segundo o programa de crédito universitário PRAVALER, que conduziu o estudo, isso ocorre porque muitos estudantes não têm condições de comprometer sua renda, de forma integral, com o pagamento das mensalidades. “Eles necessitam de financiamento, que permite dividir cada parcela mensal em duas vezes, com juros que podem chegar 0%, sem burocracia”, avalia o diretor executivo da Ideal Invest, Carlos Furlan.

A mesma pesquisa da companhia revelou ainda que 48% dos entrevistados não estariam estudando se não tivesse crédito, enquanto 31% fariam um curso mais barato ou com menos créditos/matérias ou em outra instituição de ensino. Apenas 7% fariam o curso atual, se arrumassem outra bolsa ou forma de crédito.

PUBLICIDADE

Ensino superior no Brasil
De acordo com o Censo da Educação Superior de 2010, o Brasil contava com quase 7 milhões de matrículas em cursos de graduação. No ensino privado, a mesma pesquisa revelou que três, em cada dez desses estudantes, fazem parte de programas reembolsáveis ou de bolsas gratuitas.

“Como a meta do governo federal é chegar a 10 milhões de matrículas até 2020, é possível perceber que existem mais de 3 milhões de pessoas que ainda precisam de programas de crédito. Tanto a iniciativa privada quanto a pública têm a missão de fazer com que isso aconteça no Brasil”, diz Furlan.