Líder: a discriminação pode prejudicar sua equipe!

Ato de diferenciar e separar pode ter efeitos negativos no âmbito profissional, já que prejudica comunicação do grupo; cuidado para não perder talentos!

SÃO PAULO – Cada pessoa tem sua crença, seus costumes e seus valores familiares. E como vivemos em um país livre, em que todo o tipo de religião e raça deve ser tratado de maneira igualitária, uma atitude contrária pode prejudicar o convívio social, o que também tem reflexos no ambiente de trabalho.

A discriminação é, segundo o dicionário “Novo Aurélio Século XXI”, ato ou efeito de diferenciar, distinguir, discernir ou separar. Esta último palavra é que mostra como a atitude pode ter efeitos negativos no âmbito profissional, onde o trabalho em equipe é valorizado.

Líder: elimine este comportamento

Como o líder tem autonomia para decidir quem forma sua equipe, deve prestar atenção neste tipo de comportamento no ambiente profissional ou, então, o trabalho em equipe pode ser prejudicado. Pense sempre que a responsabilidade é de quem gerencia.

PUBLICIDADE

Quem discrimina acaba por não se comunicar de maneira adequada e ainda por excluir o alvo de seu preconceito, o que é inaceitável no grupo. Além disso, a pessoa que sofre com o comportamento inadequado pode se sentir prejudicada e querer desintegrar a equipe.

Neste momento, é que o líder sentirá na pele o efeito da discriminação, bem como a empresa. Um grande talento pode estar sendo desperdiçado, e aquelas horas e dias de seleção, jogados fora.

Empresa: cuidado com o desperdício

De acordo com a diretora do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Laís Abramo, a discriminação não é apenas um atentado aos direitos humanos, mas também um enorme custo para os países e as empresas, pois significa “um desperdício de talentos, de potencialidades e de investimento em educação”.