Licença-maternidade: ampliação tem lado negativo, diz professora da FGV

Professora de relações de trabalho da FGV analisa pontos de vista do empresário e da funcionária

SÃO PAULO – Antes de comemorar a aprovação na CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do projeto de lei que amplia o prazo da licença-maternidade de quatro para seis meses, saiba que seu chefe pode não estar tão otimista com a mudança, ainda que ela seja optativa.

Para a professora de relações de trabalho da FGV-RJ (Fundação Getulio Vargas), Lidia Vivas, a velocidade das mudanças nos mercados, da troca de informações e da globalização podem gerar uma situação desconfortável na volta ao trabalho. “É capaz de outra pessoa já estar ocupando seu lugar, preenchendo aquela lacuna que havia ficado vazia. A empresa pode ter crescido e muita coisa ter mudado. Às vezes, o chefe nem lembra mais dela”.

Compreenda a empresa

Porém, não fique revoltada com a situação. Ao contrário, se coloque no lugar do empresário. No caso das micro e pequenas empresas, que possuem um número limitado de funcionários, o desfalque de um deles pode significar prejuízo. Ele vai precisar de alguém para te substituir.

PUBLICIDADE

Além disso, a professora da FGV-RJ explica que nem mesmo o desconto integral do valor do Imposto de Renda correspondente à remuneração dos 60 dias a mais de licença da empregada atrai o empresário. “Ele vai ter que antecipar o valor do imposto para depois fazer a compensação. É dinheiro que sai do caixa da empresa do mesmo jeito.”

O lado social

“Do ponto de vista social, com certeza, o projeto é positivo, não há o que discutir, mas falta maturidade por parte do empresariado”, destaca Lidia.

Futuramente, analise o perfil da liderança da empresa antes de negociar a ampliação de sua licença-maternidade. Se fizer questão dos seis meses de licença, lembre-se de que sempre existe a possibilidade de, quando retornar ao trabalho, não ser tão valorizada quanto antes, pois muitas coisas dentro da empresa podem ter mudado. Mesmo assim, não desanime, afinal, você será mãe, e momentos inesquecíveis te aguardam.