Jovem que quer arriscar a empreender deve driblar o preconceito

Como alternativa para desemprego, eles optam por abrir negócios, mas têm dificuldades; conhecimento muda a realidade

SÃO PAULO – Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), 46% dos jovens empresários mantêm seus negócios há mais de cinco anos, e o grande número de empresas reacende a discussão sobre o preconceito em relação ao jovem empresariado.

É claro que muitos profissionais, para driblarem a falta de emprego, pensam que já têm conhecimento e condições financeiras necessárias para abrir o próprio negócio, mas o desafio de se tornar empreendedor vai muito além disso. Ainda existe o problema do preconceito.

Problema é cultural

De acordo com o vice-presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), Marcelo Azevedo, o preconceito em relação aos iniciantes tem origem no contexto cultural brasileiro, que historicamente privilegia oligarquias.

PUBLICIDADE

“Essa situação é mais freqüente no ramo de prestação de serviços, onde a figura do empresário é o cartão de visitas. Numa relação onde os contatos são mais pessoais, e a idade acaba sendo um fator de distanciamento, até que se conheça a competência do empresário, ele pode sofrer preconceito”, disse Marcelo.

Como driblar a realidade

Segundo o vice-presidente da Conaje, a superação do preconceito acontece quando o jovem empreendedor agrega conhecimento. “Essa é a alternativa: quanto mais capacitado o cidadão, menos importa sua faixa etária”.

Por isso, o primeiro passo é ganhar confiança da clientela, e isto somente será possível mostrando resultados e domínio sobre o assunto em questão. Quem quer arriscar no empreendedorismo deve contar com esta arma.

Além disso, deve-se manter contatos, tanto virtuais quanto pessoais, e saber fazer uma boa campanha de divulgação. Para quem acabou de sair da faculdade, converse com os colegas de classe e, para quem já estava no mercado de trabalho, que tal conversar com os antigos clientes?

Mas para driblar o preconceito basta honestidade e capacidade de cumprir aquilo que prometeu. Com as finanças da empresa em dia e com conhecimento do mercado, você poderá driblar o problema da pouca idade.