Jovem: conheça os pontos positivos dos cursos técnicos

Para ministro da Educação, Fernando Haddad, nestes cursos alunos se empenham mais porque vêem aplicabilidade no conteúdo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Para quem já sabe qual caminho quer seguir na carreira, ou mesmo para quem não tem tanta certeza, o curso técnico pode ser uma boa opção. De acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, esta é uma maneira de motivar o jovem para uma determinada profissão, uma vez que nestes cursos é possível ver aplicabilidade no conteúdo.

Por este motivo, ele afirmou que os alunos do ensino técnico são mais empenhados que os do ensino regular. “A evasão é menor [nos cursos técnicos e profissionalizantes] porque os alunos encontram na educação profissionalizante uma opção para suas vidas”, disse o ministro, durante reunião com membros do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência e Tecnologia (Consecti).

Resultados

Além de incentivarem o empenho dos alunos ao estudo, estes cursos técnicos trazem resultados para a carreira. O índice de empregabilidade entre ex-alunos das Etecs (Escolas Técnicas) aumentou pela segunda vez em 2008: 77% dos ex-alunos estão empregados, o que equivale a uma alta de quase 4%, na comparação com o ano anterior (73,9%).

Aprenda a investir na bolsa

Além disso, 67,7% dos entrevistados trabalham com carteira assinada e ganham, em média, R$ 1.075.

Pontos positivos

O curso técnico tem seus pontos fortes ante a graduação tradicional: desenvolvimento de competências, a preparação para o mercado de trabalho, o custo geralmente mais em conta das mensalidades e o tempo menor de duração.

Mas essas vantagens não implicam a falta de qualidade dos cursos. “O curso técnico é uma capacitação centrada tanto em competências gerais quanto em específicas da habilitação técnica de nível médio, definidas com base na análise do processo de trabalho e no respeito a valores éticos, mantendo compromisso com a qualidade, a ciência, a tecnologia e as práticas sociais”, diz a gerente do Senac Ribeirão Preto, Eliane Godoi.