Influência negativa na equipe: saiba como identificar essa pessoa!

"As atitudes das pessoas e o histórico delas. Esses pontos vão deletar quem está influenciando", garante gerente da Robert Half

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Basta uma pessoa com influência negativa para a produtividade no ambiente de trabalho cair drasticamente. Por isso, os gestores precisam estar atentos a este perfil, que pode minar o trabalho de uma equipe inteira.

Para poder controlá-lo, é preciso saber quem é esta pessoa que contamina o ambiente. Nas palavras do gerente da Robert Half, empresa de recrutamento especializado, Roberto Britto, este é o tipo de profissional que usa fofocas e conversas em intervalos de trabalho, para influenciar de maneira negativa os colegas. Por que ela faz isso? Por um simples motivo: insatisfação com a carreira, uma simples falta de perspectivas!

“Imagine um departamento com dez pessoas e uma delas recebe uma promoção: o laranja podre é quem vai começar a comentar com os outros que a empresa não colabora, que não valoriza os funcionários, e acaba por fazer com que os demais questionem sobre o seu futuro dentro da empresa”, exemplificou o gerente.

Colegas delatam a influência negativa

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com Britto, o comportamento de quem está ao redor desta pessoa a denuncia. Funciona da seguinte maneira: um profissional muda o comportamento e você, como gestor, não vê motivo aparente para isso. Depois, percebe que ele começou a andar com outra pessoa um tanto quanto suspeita. Aí pode estar a influência negativa.

Se isso acontece diversas vezes, e as pessoas estão mudando mesmo de comportamento, então conseguirá comprovar sua teoria. “As atitudes das pessoas e o histórico delas. Esses pontos vão deletar quem está influenciando”.

Por outro lado, aqueles que não são influenciáveis vão começar a se distanciar do profissional insatisfeito. Normalmente, ele é uma pessoa antiga na empresa, uma vez que o funcionário mais novo não se arrisca a falar mal.

Menor o cargo, maior a influência

Conforme explicou Britto, quanto menor o cargo da pessoa, mais fácil se torna a influência. “Quanto menor o nível hierárquico, mais influenciável ela é. Se você olhar uma fábrica, as pessoas mais fáceis de influenciar são as de chão de produção. Se analisar os gerentes, eles não ficam muito próximos, então é mais difícil”.

Identificou a pessoa: o que fazer?

Imagine que, depois de analisar com cuidado, você descobriu quem era a influência negativa dentro do ambiente de trabalho. Diante desta situação, o indicado ao líder é abrir o jogo. “As pessoas têm que ser intimadas: ou mudam, ou seguem outro caminho. Não adianta achar que a pessoa vai mudar sozinha”.

Sente com a pessoa, fale de expectativas, dê um feedback. Trabalhe para ela atingir o que realmente almeja. “Vai fazer bem tanto para ela quanto para a empresa”. Afinal, a companhia ganhará em produtividade e o profissional, se precisar de alguma referência, poderá tê-la naquela empresa.

PUBLICIDADE

Mas, e se a pessoa que influencia negativamente é aquela de destaque na equipe? Mesmo assim, a recomendação é de sentar e conversar. Se não houver outra solução, mande-a seguir seu caminho. “O resultado dela, pode ser obtido por meio de outras pessoas, porque elas deixarão de ter a influência negativa”.