Em carreira / gestao-e-lideranca

3 lições valiosas que Warren Buffett aprendeu sobre investimentos aos 11 anos

O maior investidor de todos os tempos completa 88 anos nesta quinta-feira (30)

Warren Buffett
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O maior investidor de todos os tempos, Warren Buffett, completa 88 anos nesta quinta-feira (30). Também conhecido como o "Oráculo de Omaha", Buffett construiu seu patrimônio de US$ 87,2 bilhões "comprando príncipes pelo preço de sapos", como ele mesmo gosta de dizer.

Estreou na bolsa de valores cedo, mais precisamente aos 11 anos de idade. Enquanto seus colegas brincavam na rua, o jovem Buffett comprava ações. Nessa época, ele aprendeu a importância da paciência e do "timing" antes de comprar ou vender qualquer ativo.

Começou anotando o preço das ações na lousa do escritório de seu pai, uma forma que encontrou de acompanhar e entender melhor cada empresa. Sua primeira compra veio poucos meses depois, quando adquiriu com sua irmã Doris seis ações da Cities Service, uma petrolífera, a US$ 38/ação.

Buffett acreditou que as ações estavam desvalorizadas e tinha confiança de que conseguiria ter um bom lucro com elas. Infelizmente, a ação perdeu quase três vezes o seu valor poucas semanas após Buffett comprá-la. 

Apesar da insistência de sua irmã para se livrar do papel, Warren optou por mantê-lo. A persistência lhe permitiu ver o preço da ação chegar a US$ 40, quando vendeu e embolsou um lucro de US$ 2 por ação. Com o dinheiro em mãos, o pequeno Buffett teve a infeliz experiência de ver a ação disparar para US$ 200 sem ele. Foi nessa época que o futuro bilionário e CEO da Berkshire Hathaway aprendeu três lições valiosas que levaria pelo resto da vida:

1. Não entre em pânico se o preço das ações caírem

O seu desempenho na bolsa também está relacionado ao controle emocional. Em outras palavras, você precisa agir racionalmente e não emocionalmente para que consiga colocar seu plano de investimento em prática, aguentar as oscilações do mercado e assim obter bons resultados. "Se você não consegue controlar as suas emoções, você não consegue controlar o seu dinheiro", diz Buffett. 

2. Não venda a ação para ter um lucro de curto prazo

Buffett acredita que a melhor empresa para se ter é aquela que oferece perspectivas de longo-prazo. Segundo ele, quem pensa no longo prazo evita erros comuns, como investir em negócios ruins e girar a carteira demais, o que traz custos relevantes. O investidor explica que quem investe no longo prazo é porque entende a razão do mercado de capitais: financiar e ser sócio de projetos de sucesso. "Se você tem ações de uma empresa excelente, não as venda enquanto ela continuar excelente", diz o sábio bilionário. 

3. Tenha sempre responsabilidade ao investir

Se você investir naquilo em que entende, mais fácil será definir um preço e ficar informado sobre as tendências da indústria. Se você não entende o que a companhia faz ou como ganha dinheiro, como vai administrar seu investimento? Buffett costuma falar sobre o "círculo de competência", uma forma dos investidores se concentrarem nos setores que conhecem melhor. Ao sair do seu círculo de competência, o investidor está mais suscetível à especulação. 

Quer investir como Warren Buffett? Abra uma conta na XP

 

Contato