Falta de reconhecimento e salário são os principais motivos da alta rotatividade

Rotatividade é considerada alta quando a equipe se renova a cada cinco anos, ou seja, perde 20% dos funcionários anualmente

SÃO PAULO – Salários em desacordo com o praticado no mercado, falta de reconhecimento, desmotivação e a falta de identificação com os valores da empresa estão entre os principais motivos da alta rotatividade em uma empresa ou em uma equipe.

Segundo a consultora de Recrutamento e Seleção da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Gisele Andriotti, a rotatividade é considerada alta quando a equipe tem uma média de renovação de cinco anos, ou seja, anualmente, cerca de 20% dos profissionais pedem desligamento.

A situação, de acordo com ela, é estressante tanto para o líder como para o restante da equipe, que, na maior parte das vezes, fica sobrecarregada por conta da constante saída de colegas.

PUBLICIDADE

Como lidar?
Apesar do momento difícil, explica Gisele, os profissionais devem tentar lidar com a situação com bom humor, evitando, sobretudo, descontar nos novos colegas o descontentamento causado pela rotatividade.

“O fato de estarem sobrecarregados pode fazer com que as pessoas recebam mal os futuros colegas que venham substituir o profissional que saiu, prevendo que será difícil explicar as atribuições e ainda fazerem tarefas que não eram suas durante o período de adaptação do colega… Entretanto, as pessoas devem ter mente aberta e encarar este novo profissional como alguém que irá somar”, diz a consultora.

Líder
Já o líder, diz ela, deve prestar muita atenção na alta rotatividade da equipe, visto que ela indica problemas e impacta a produtividade.

Dessa forma, quando a rotatividade é alta, sugere, o líder deve tentar entender quais são os motivos que levam tantos funcionários a saírem, sendo que uma forma de fazer isto é entrevistando o funcionário que pediu desligamento e por meio de uma pesquisa de clima.

A pesquisa de clima, explica Gisele, tem como objetivo identificar como a equipe enxerga a empresa e o clima organizacional. Geralmente, ela procura identificar quais são as expectativas dos funcionários e os pontos positivos e negativos percebidos pelos profissionais quanto à equipe e à empresa de forma geral.