AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Estudo no exterior: recrutadores valorizam bolsistas

Isso porque seleção para concessão de benefício é rigorosa e exige comprovação de atributos positivos de candidato

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Força de vontade, conhecimento elevado e responsabilidade. Quem planeja estudar no exterior precisa comprovar todos esses atributos para adquirir uma bolsa, requisitos que também são valorizados pelos headhunters, ou recrutadores.

“Esses diferenciais resultam em empregabilidade, sobretudo entre as empresas que conhecem o quão rigorosos são os processos seletivos de concessão de bolsas”, disse a diretora-executiva da Fundação Estudar, Thais Xavier.

Emprego

E é pelo fato de a bolsa ser valorizada que os profissionais devem falar na entrevista de emprego que estudaram no exterior com subsídio de alguma empresa.

Aprenda a investir na bolsa

Também devem deixar claro quais foram as vantagens da experiência, além do aprendizado nos bancos acadêmicos, como a vivência em um ambiente desconhecido, a responsabilidade a flexibilidade a mudanças.

Conseguir o benefício é difícil também por causa da concorrência. Somente na Fundação Estudar, de acordo com a diretora-executiva, o interesse por bolsas de pós-graduação, por exemplo, aumentou 70% desde o ano passado. No caso de graduação no Brasil e intercâmbio, o incremento foi de 75%.

Mas o destaque foi o aumento da busca pela graduação no exterior. Desde o ano passado, a procura mais que dobrou (+164%).

Preparação

Para Thais, não há uma fórmula para a preparação de processos seletivos para concessão de bolsa. No entanto, existem algumas dicas que as pessoas podem seguir para que a busca pela formação no exterior se torne mais fácil:

  • Leia revistas e jornais: “dessa maneira, estará bem informado sobre o que acontece no seu país de origem e no mundo e terá visão crítica”;
  • Realize trabalho voluntário: de acordo com Thais, os processos de seleção levam em consideração se o candidato já realizou algum trabalho desse tipo;
  • Reveja seu projeto: caso precise apresentar um projeto para a nova faculdade, releia-o várias vezes, para que tenha “na ponta da língua” a justificativa para ele.