Great Place to Work

Empresas que oferecem home-office têm maior crescimento

Segundo pesquisa com as "Melhores Empresas para Trabalhar", o crescimento dessas empresas é de 16%

arrow_forwardMais sobre
businessmen on start line of running track, low angle view, side view
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um estudo feito pela Great Place to Work, consultoria que premia as melhores empresas para trabalhar, revela que as empresas brasileiras que investem em programas corporativos de qualidade de vida aos profissionais são melhores avaliadas que aquelas que não oferecem tais benefícios.

Entre as empresas premiadas pela consultoria no ano passado, 27% têm academia dentro da empresa contra 8% das empresas não premiadas. O subsídio à academia é dado por 37% das melhores empresas contra 21% das não premiadas. A prática de atividades coletivas é implementada por 92% das empresas premiadas contra 68% das que ficaram de fora da lista.

Contudo, programas que prezam pela qualidade de vida do funcionário não se restringem à atividade física. As “Melhores Empresas para Trabalhar’’ associam o bem-estar e a qualidade de vida do funcionário à práticas que flexibilizam a jornada de trabalho. Quase 25% das empresas premiadas praticam home office (trabalhar de casa), contra 8% das não premiadas.

Aprenda a investir na bolsa

A pesquisa mostra que, mesmo com uma porcentagem maior de home office entre as empresas premiadas, estas têm uma taxa de crescimento maior que as não premiadas: 16% de crescimento contra 6%.

A consultoria realiza anualmente o estudo que identifica as “Melhores Empresas para Trabalhar”, baseada na avaliação do nível de confiança dos funcionários nas empresas.