Em carreira / emprego

Taxa de desemprego cai em 18 das 27 unidades da federação, diz IBGE

As menores taxas foram observadas em Santa Catarina (6,4%), Mato Grosso do Sul (7,6%) e Mato Grosso (7,9%)

Carteira de trabalho
(Shutterstock)

A taxa de desocupação média teve recuo em 18 das 27 unidades da federação em 2018, na comparação com a média de 2017. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), que foi divulgada nesta sexta-feira, 22, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, as quedas ocorreram em Mato Grosso (-1,1 ponto porcentual), Tocantins (-1,1 p.p.), Minas Gerais (-0,5 p.p.), Ceará (-1,3 p.p.), Goiás (-1,4 p.p.), Mato Grosso do Sul (-0,9 p.p.), Rio Grande do Sul (-0,3 p.p.), Santa Catarina (-0,7 p.p.), Paraná (-0,2 p.p.), São Paulo (-0,1 p.p.), Espírito Santo (-1,6 p.p.), Pernambuco (-1,0 p.p.), Paraíba (-0,3 p.p.), Rio Grande do Norte (-0,9 p.p.), Piauí (-0,1 p.p.), Pará (-0,7 p.p.), Amazonas (-1,8 p.p.) e Acre (-0,6 p.p.).

Os Estados com as maiores taxas de desemprego em 2018 foram Amapá (20,2%), Alagoas (17,0%) Pernambuco (16,7%) e Sergipe (16,6%).

Em contrapartida, as menores taxas foram observadas em Santa Catarina (6,4%), Mato Grosso do Sul (7,6%) e Mato Grosso (7,9%).

A taxa de desocupação média no Estado de São Paulo foi de 13,3% no ano de 2018, de acordo com o IBGE.

Invista seu dinheiro na maior corretora do Brasil. Abra uma conta gratuita na XP!

 

Contato