Emprego público representa 21% dos empregos formais do Brasil

Número corresponde a 8,562 milhões de trabalhadores, segundo revela levantamento realizado pelo Ipea

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os empregos públicos representam cerca de 21% das vagas formais de todo o Brasil, segundo revela estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), intitulado “Presença do Estado no Brasil: Federação, Suas Unidades e Municipalidades”.

O número corresponde a 8,562 milhões de trabalhadores, que estão divididos da seguinte forma: esfera municipal (51,09%), esfera estadual (38,65%), esfera federal (10%) e empresas estatais (0,23%).

Por poder, quase a totalidade dos que se encontram no setor público estão no Executivo, 87,02%, ou 7,451 milhões de trabalhadores.

Aprenda a investir na bolsa

Regiões
Ainda de acordo com o levantamento do Ipea, a região Sudeste é a que detém o maior número de funcionários públicos, 3,362 milhões, o que equivale a 39,26% do total de trabalhadores do setor. O destaque fica com o estado de São Paulo, que responde por 42,11% dos servidores da região.

Em seguida, estão a região Nordeste, 2,227 milhões; a Sul, 1,143 milhões; Centro-Oeste, 1,047 milhões; e Norte, 780.496 trabalhadores.

Setores
No Brasil, diz o documento, “como ocorreu nos países desenvolvidos, o emprego público geralmente cresce à medida que se efetua o desenvolvimento econômico, pois este cria a necessidade de aumento dos serviços públicos, notadamente nas áreas de infraestrutura, educação e saúde”.

Dessa forma, aponta a pesquisa, o total de funcionários nas escolas, em 2007, era de 2,172 milhões de servidores na esfera municipal, 1,531 milhões na estadual e 34.027 na federal.

No que diz respeito ao SUS (Sistema Único de Saúde), o total de funcionários por esfera administrativa era de 1,996 milhões; e por profissões selecionadas (médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem) a soma de funcionários era de 1,356 milhões.

Já nas áreas de segurança pública e cultura, o montante de funcionários verificados há dois anos era de 78.741 e 57.611, respectivamente.

PUBLICIDADE

Salários
De acordo com testes econométricos realizados pelo professor da FGV (Fundação Getulio Vargas), Nelson Marconi, a média salarial do profissional do setor público é cerca de 86,84% maior do que o recebido pelo empregado do setor privado.

Para se ter uma ideia, em 2008, o empregado do setor privado recebia, em média, R$ 912, enquanto o do setor público ganhava R$ 1.704.