Emprego na indústria fecha janeiro com queda de 0,3%, revela o IBGE

A taxa de emprego na indústria brasileira registrou variação negativa, em comparação com dezembro do ano passado

SÃO PAULO – A taxa de emprego na indústria brasileira registrou queda de -0,3% em janeiro, na comparação com dezembro de 2011. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no último mês de 2011 houve variação positiva de 0,1%.

Os dados divulgados nesta quarta-feira (14) mostram que, frente a janeiro do ano passado, descontados os efeitos sazonais, o emprego industrial registrou variação negativa de 0,5%, o quarto resultado negativo neste tipo de comparação. No acumulado dos últimos 12 meses, houve aumento de 0,8%.

Análise regional
Em janeiro, na comparação com o mesmo mês ano anterior, houve aumento no número de empregos na indústria em oito das 14 localidades pesquisadas. O principal impacto positivo sobre a média global foi observado em São Paulo (-3,0%), Santa Catarina (-1,5%) e Ceará (-2,8%).

PUBLICIDADE

Na comparação com janeiro do ano passado, Paraná (4,6%), Minas Gerais (2,5%) e Pernambuco (4,2%) tiveram as principais contribuições positivas do indicador.

Setores
Setorialmente, entre janeiro deste ano e o mesmo mês do ano passado o emprego industrial recuou em nove dos 18 ramos pesquisados, com destaque para calçados e couro (-8,6%), vestuário (-5,3%), produtos de metal (-4,9%), madeira (-11,3%), borracha e plástico (-4,8%) e têxtil (-4,5%).

Em janeiro, as contribuições positivas mais importantes vieram de alimentos e bebidas (5,1%), meios de transporte (2,8%), maquinas e equipamentos (2,1%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de indústria de comunicações (2,2%) e indústrias extrativistas (4,5%).