mercado de trabalho

Emprego na construção civil cresce 0,19% em julho

De acordo com o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, os níveis de emprego ficaram abaixo dos verificados há um ano

São Paulo – O setor da construção civil abriu 6,5 mil vagas em julho, o que representou crescimento de 0,19% em relação ao mês anterior, segundo pesquisa feita pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em relação a julho do ano passado, o desempenho indica desaceleração, já que naquele período foram registradas 28,1 mil contratações, ou mais 0,84%.

De acordo com o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, os níveis de emprego ficaram abaixo dos verificados há um ano. “A evolução do nível de emprego denota crescimento bastante modesto, tanto em obras imobiliárias quanto de infraestrutura”.

No acumulado do ano até julho, o nível de emprego na construção civil registrou alta de 3,62%, com a contratação de 122,1 mil trabalhadores. Com relação ao mesmo período do ano anterior, houve desaceleração, já que entre janeiro e julho de 2012 foi registrado acréscimo de 6,98%, com 221,5 mil contratações.

PUBLICIDADE

Nos últimos 12 meses (encerrados em julho) verificou-se queda de 0,10%, o equivalente a 3.610 demissões. “O enfraquecimento do crescimento do emprego é ainda mais flagrante se comparado ao desempenho registrado nos 12 meses encerrados em julho de 2012, quando o setor acumulava alta de 6,41%, com 204,4 mil contratações”, analisa o SindusCon-SP.

De acordo com a pesquisa, no fim de julho o setor empregava 3,495 milhões de trabalhadores em todo o país. No Sudeste, o número de contratados chegou a 1,768 milhão, seguido pelo Nordeste, com 725,5 mil; o Sul, com 492,6 mil; o Centro-Oeste, com 288,6 mil, e o Norte, com 220,7 mil.

No Estado de São Paulo, a construção civil somou, em julho, 899,1 mil funcionários formais, o que corresponde a uma queda de 0,17% ante junho. Segundo os dados, foram eliminadas em julho 1.570 vagas. Das 10 regiões pesquisadas, o nível de emprego no setor registrou crescimento somente na capital paulista, com a contratação de 1.703 trabalhadores, em Ribeiro Preto, com mais 103, e em Presidente Prudente, com mais 347.

No acumulado do ano até julho, as empresas de construção civil de São Paulo contrataram mais 32,4 mil trabalhadores, um aumento de 3,74%. Na comparação com os últimos 12 meses, o estado registrou mais 3,1 mil contratações (+0,35%).

(Flávia Albuquerque)