STOCK PICKERS AO VIVO Fernando Fontoura, da Persevera Asset, e Betina Roxo, estrategista chefe na Rico, contam o que esperar da temporada de resultados

Fernando Fontoura, da Persevera Asset, e Betina Roxo, estrategista chefe na Rico, contam o que esperar da temporada de resultados

Em um mês, mais de um terço dos trabalhadores já sacou abono do PIS/Pasep

Dos 15,1 milhões de trabalhadores identificados, 4,9 milhões já sacaram os R$ 415 a que têm direito

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mais de um terço dos trabalhadores que têm direito ao abono salarial 2008/2009 já sacou o benefício, no período de apenas um mês em que o valor foi disponibilizado.

Segundo dados do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) divulgados nesta segunda-feira (25), mais de 4,9 milhões de trabalhadores sacaram os abonos do PIS/Pasep, num universo de 15,1 milhões de brasileiros. O valor a ser recebido é de um salário mínimo (R$ 450) até o último dia de junho de 2009.

“Já conseguimos alcançar quase 33% dos trabalhadores identificados com direito ao benefício”, disse o diretor do Departamento de Emprego e Salário do MTE, Rodolfo Péres Torelly, que ainda colocou como motivo para a alta adesão o estímulo aos pagamentos por intermédio de folha de pagamentos e crédito em conta.

Evolução dos pagamentos

Aprenda a investir na bolsa

A adesão máxima ao programa aconteceu no exercício anterior (2007/08), em que 95,40% dos trabalhadores identificados sacaram o benefício, de acordo com a tabela abaixo:

AnoAbonos identificadosAbonos pagosTaxa de cobertura
2003/048,3 milhões7,8 milhões94,32%
2004/059,5 milhões9 milhões94,24%
2005/0610,2 milhões9,6 milhões94,44%
2006/0711,7 milhões11,1 milhões94,84%
2007/0814,1 milhões13,5 milhões95,40%
2008/09*15,1 milhões4,9 milhões32,88%

Fonte: MTE
*Resultado do primeiro mês do programa

Quem tem direito

De acordo com as regras do programa do Ministério do Trabalho e Emprego, poderá sacar o PIS ou Pasep 2008 todo trabalhador da iniciativa privada ou servidor público que esteja cadastrado no PIS/Pasep desde 2003 e que, em 2007, tenha trabalhado, no mínimo, 30 dias e recebido, em média, até dois salários mínimos.

É necessário ainda que o trabalhador ou servidor conste da Rais (Relação Anual de Informações Sociais), enviada anualmente ao MTE pelas empresas ou órgãos públicos.