Em janeiro, emprego na indústria paulista aumentou apenas 0,03%, diz Fiesp

Já na série com ajuste sazonal, o indicador da Fiesp revelou uma redução de 0,10% nos postos de trabalho da indústria no Estado

SÃO PAULO – A indústria paulista aumentou a sua força de trabalho em 0,03% no mês de dezembro, na comparação com o mês anterior, o que significa um incremento de 623 vagas.

No entanto, considerando-se o ajuste sazonal, vale dizer que o nível de emprego registra variação negativa de 0,10% no primeiro mês do ano. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (14) pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Mais de 42 mil empregos gerados em 12 meses

PUBLICIDADE

Ainda na série sem ajuste sazonal, a pesquisa da Fiesp revela que as admissões acumuladas nos últimos doze meses totalizam 42.780 vagas profissionais, representando aumento de 2,12% no nível de emprego da indústria paulista, em relação ao mesmo período de 2005.

O estudo mostra ainda que, dos 47 sindicatos pesquisados do Estado de São Paulo, 21 registraram desempenho positivo, enquanto 19 tiveram resultado negativo e outros sete permaneceram estáveis no período.

Maiores contratações e cortes de vagas

Entre os segmentos analisados pela Fiesp, o de Artefatos de Papel, Papelão e Cortiça foi o que mais contratou em janeiro(3,79%). Em segundo lugar ficou o sindicato de aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares (2,75%), seguido por Produtos de Cacau e Balas (2,68%).

Já em relação aos cortes de vagas, que refletiram a queda global do indicador com ajuste sazonal, os destaques couberam ao segmento Calçados de Franca (-11,39%), Congelados e Supercongelados (-6,80%) e Massas Alimentícias e Biscoitos (-6,05%).