Em carreira / educacao

Especialista revela as 3 principais dicas para passar em um concurso público

Ótimos salários, estabilidade atraem muita gente, mas ser aprovado em um concurso público exige cada vez mais esforço e determinação 

concurso público - educação - candidato - vestibular
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Muitos profissionais almejam construir uma carreira como servidor público. Os ótimos salários, a estabilidade e as diversas possibilidades de carreira atraem muita gente, mas ser aprovado em um concurso público exige cada vez mais esforço e determinação.

"Comprar uma apostila, se inscrever no concurso e fazer milhares de exercícios não é mais o suficiente para ser aprovado”, explica Victor Ribeiro, especialista em aprendizagem acelerada e criador do Estratégias de Aprovação. “É necessário lançar mão de uma série de ferramentas e técnicas necessárias para se sair bem e conseguir a sonhada aprovação”, explica.

O especialista listou os 3 pilares que precisam ser cumpridos antes do dia da prova. Confira:

Planejamento

Antes de começar a estudar, é preciso saber o que será estudado, como estudar, e com qual objetivo. Segundo o especialista, a primeira coisa que um concurseiro deve fazer é definir uma carreira.

“Assim você já começa a se preparar para os estudos antes de sair um edital. Sempre terá concurso para uma carreira, mesmo que em diferentes áreas”, explica. Assim, quem decide seguir a carreira jurídica já começa a se especializar nas disciplinas dessa carreira e pode prestar concursos para o tribunal de contas ou defensoria pública, exemplifica.

Depois, é necessário ter um guia de estudo, sempre baseado no edital do concurso, determinar uma fonte de estudo – seja um livro ou um cursinho - e então definir um cronograma com a frequência de estudos das disciplinas.

“No seu planejamento, deixe um tempo estabelecido para a revisão. Ela é importante para fortalecer o conhecimento adquirido, e deve ser feita semanalmente”, sugere.

Gestão emocional

O segundo pilar da aprovação é a gestão das emoções, necessária para o dia da prova. “Todo o seu esforço pode ir por água abaixo se você ficar nervoso na hora de fazer o exame”, alerta.

Segundo Victor, a insegurança ocorre quando a expectativa da realidade está muito além da realidade. “É preciso manejar as expectativas na hora da prova. Para isso, pense: ‘antes de fazer, ela é a coisa mais importante, mas na hora de fazer, é só mais uma prova’. Ou seja, é um pedaço de papel que não define quem eu sou”, afirma. 

Por meio dos testes, ensaios e estudos, você precisa se convencer de que você sabe sobre a disciplina e aquele conhecimento já está na sua cabeça. “E sempre que você se deparar com uma questão difícil, lembre-se de que você não precisa gabaritar, mas apenas ser melhor do que os outros”, diz. 

Aprendizagem acelerada

Ribeiro revela ainda como a aprendizagem acelerada pode ser um fator importante na corida pela aprovação. “Hoje em dia, conteúdo de qualidade não é diferencial, pois ele é fácil de ser encontrado. A grande questão é como maximizar o aprendizado”, explica. Isso significa que o concurseiro precisa saber como aprender e memorizar o estudo.

“O segredo é aprender tudo o que seus concorrentes vão aprender, mas em um terço do tempo deles”, explica. Para ele, a aprovação no concurso é apenas a evidência de que o candidato conseguiu aprender tudo o que é preciso, e existe uma série de técnicas capazes de maximizar esse aprendizado.

“A aprendizagem acelerada é nada mais que a otimização da concentração, da leitura e das anotações, de forma a melhorar a memória para que o conhecimento seja retido na mente”, explica. O especialista diz que para potencializar os estudos, é preciso definir o que será estudado, traçar um objetivo, recapitular constantemente, revisar, ensaiar e testar. “Quando trabalhadas detalhadamente, estas técnicas elevam o aprendizado à máxima potência”, conclui.

 

Contato