AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Dor nas costas é principal causa de afastamento no trabalho

Segundo pesquisa, ela provocou 94,1 mil afastamentos; dentre atitudes que agravam problema está falta de exercícios

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Falta de postura adequada, de alongamento e atividade física. Estes fatores podem ser muito mais sérios para a sua saúde do que você imagina. Além disso, podem prejudicar sua vida profissional.

Isso porque, segundo estudo realizado pela pesquisadora Anadergh Barbosa Branco, da Universidade de Brasília (UnB), eles provocam a dor nas costas, principal causa de afastamento temporário entre os trabalhadores.

Homens e mulheres

A pesquisa teve como base 26,5 milhões de afastamentos por auxílio-doença e aposentadoria por invalidez do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no ano de 2004.

Aprenda a investir na bolsa

A dor nas costas foi a causa da incapacidade de trabalho de 94,1 mil pessoas. Entre os homens, a dor chega a incapacitar temporariamente 35,11% deles. A proporção entre as mulheres não é muito diferente: 35,98%.

A vilã depressão

A pesquisa ainda detectou que a depressão é a segunda grande vilã nos afastamentos temporários destes profissionais. Entre os homens, no entanto, ela é responsável por somente 11,91% dos casos. Já entre as mulheres, este número aumenta para 34,91%. No total, 53,1 mil pessoas foram afastadas do trabalho por este motivo.

Dentre os principais motivos apontados, ainda estava a fratura de punho e mão, com 45,4 mil casos no total, sendo 40,2 mil entre homens e 5,2 mil entre mulheres. Enquanto este motivo representa 23,3% dos casos de afastamento entre o sexo masculino, no feminino, são 5,62%.