Elite

Diretores das empresas do Ibovespa ganham em média R$ 5,7 milhões por ano

Pesquisa do IBGC revela remuneração média individual dos principais executivos das empresas listadas na B3

SÃO PAULO – Os diretores estatuários das 67 empresas que têm ações listadas no Ibovespa ganham cada um, em média, R$ 5.733.459 por ano, ou cerca de R$ 477 mil por mês, segundo uma pesquisa elaborada pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC). O valor inclui salário fixo e  remuneração variável.

A pesquisa analisou 233 companhias listadas, em 2018, nos segmentos diferenciados de governança corporativa (Novo Mercado, Nível 2 e Nível 1) e no segmento Bolsa (Tradicional) da B3. O InfoMoney filtrou, dentro desse recorte, todas as empresas que compõem o Ibovespa.

Pela cotação de 18 de fevereiro, o Brasil paga a seus executivos US$ 1,31 milhão ao ano. Isso corresponde a cerca de 8% do que um CEO recebe anualmente nos Estados Unidos (US$ 147,2 milhões), conforme os dados mais recentes do Economic Policy Institute (EPI) e fica muito próximo da média paga aos principais executivos das empresas listadas na bolsa da África do Sul (US$ 1,7 milhão), de acordo com pesquisa da consultoria PwC.

PUBLICIDADE

Os dados utilizados foram obtidos a partir de informações públicas disponibilizadas pelas empresas no Formulário de Referência de 2018.

Em relação aos diretores estatutários de todas as empresas, a pesquisa aponta um crescimento de 33,3% na remuneração anual total, quando comparada ao ano de 2016 – quando outra versão do levantamento foi realizada.

A maior remuneração apresentada na pesquisa foi de R$ 28.858.551, para um diretor de uma companhia listada no Novo Mercado – segmento da B3 que reúne as empresas de capital aberto com os melhores níveis de governança. Os nomes das empresas participantes da amostra não foram revelados.

Critérios de pagamentos variáveis

A pesquisa também mostra quais os critérios de desempenho utilizados para a definição das parcelas variáveis da remuneração de 66 empresas do Ibovespa.

Foi informado um total de 394 indicadores, com muitos deles se repetindo entre as companhias.

“Embora muito se discuta sobre o papel que as companhias têm em relação às questões sociais e ambientais, muito mencionado pelas próprias empresas e cada vez mais demandado por investidores e sociedade, a pesquisa mostra que a remuneração ainda é muito baseada nos indicadores de desempenho tradicionais: Ebitda, desempenho individual, satisfação dos clientes e lucro líquido”, diz Luiz Martha, gerente de Pesquisa e Conteúdo do IBGC.

PUBLICIDADE

Remuneração de diretores por setor

O estudo também revela as remunerações dos diretores estatuários por setor.

Curiosamente, o setor de comunicações , que inclui empresas de mídia, telecomunicações e telefonia fixa, é o que melhor remunera seus diretores com uma média de R$ 6.373.203 por ano ou cerca de R$ 530 mil por mês.

O setor de consumo não-cíclico, que engloba empresas de agropecuária, alimentos processados, bebidas, comércio e distribuição, e produtos de uso pessoal e de limpeza, vem como segundo colocado com R$ 5.017.616 por ano ou algo em torno de R$ 418 mil por mês.

Em terceiro lugar, está o setor de materiais básicos que inclui empresas de minério, madeira e papel, siderurgia e metalurgia, com uma remuneração média anual de R$ 4.358.661 ou cerca de R$ 360 mil por mês.

O setor financeiro aparece em quarto lugar com remuneração de R$ 3.240.619 por ano em média, ou algo em torno de R$ 270 mil por mês.

Composição da remuneração

No que diz respeito à composição desse pagamento, 89% das empresas participantes da amostra total fazem uso de remuneração variável e/ou a baseada em ações além da parcela fixa (apenas 11% delas remunera seus diretores apenas com salário fixo).

Além disso, a estrutura da remuneração é separada da seguinte maneira pelas 233 empresas analisadas:

(IBGC)

Remuneração por região

A região sudeste é a que apresenta a maior média de remuneração com R$ 3.339.500 por ano, seguida pela região norte com R$ 3.272.600 por ano.

A região nordeste é a terceira com R$ 1.923.300 em média por ano, enquanto a região Sul apresenta uma remuneração média de R$ 1.553.500 por ano aos diretores estatuários.

A região Centro-Oeste é que remunera com o menor salário anual médio: R$ 726.800.

Invista seu dinheiro para alcançar a independência financeira. Abra uma conta na XP – é de graça.