CVM adia provas de concurso para 23 de junho devido a enchentes no Rio Grande do Sul

Concurso selecionará 60 vagas, com salário inicial de R$ 20,9 mil

Estadão Conteúdo

(Divulgação)
(Divulgação)

Publicidade

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Fundação Getulio Vargas (FGV) comunicaram, nesta quarta-feira (8), o adiamento da aplicação das provas do concurso da reguladora do mercado de capitais do país, que estavam previstas para 26 de maio.

Agora, a nova data da seleção será em 23 de junho. A mudança, que se estende a todo o território nacional, ocorre em razão das fortes chuvas que assolam o estado do Rio Grande do Sul e da situação de calamidade pública reconhecida pelo governo federal.

Os horários seguem os mesmos que estavam previstos no edital. O concurso público prevê selecionar 60 vagas no quadro técnico da instituição: 20 para inspetor e 40 de analistas. Ambos os cargos têm remuneração mensal inicial de R$ 20.924,80.

Continua depois da publicidade

Estrutura do concurso

O concurso será realizado em duas fases:

Prova objetiva

A prova objetiva será composta por 110 questões de múltipla escolha, todas com cinco alternativas e apenas uma resposta correta, sendo 40 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Cada questão vale um ponto.

Continua depois da publicidade

Prova discursiva

A prova discursiva será constituída de duas questões, a serem respondidas em até 30 linhas cada, valendo 20 pontos cada.

Atenção: exclusivamente para a posição de “Inspetor – Contabilidade e Auditoria (Perfil 3)”, a prova discursiva será constituída de três questões, a serem respondidas em até 30 linhas cada. A questão 1 valerá 20 pontos, enquanto as questões 2 e 3, dez pontos cada, totalizando 40 pontos. Exclusivamente para esta posição, a terceira questão abordará conteúdo de língua inglesa.