Cuidado ao utilizar o e-mail corporativo para resolver assuntos pessoais

Antes de usar o e-mail do trabalho para falar de amenidades, entenda a política da empresa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Você é um daqueles funcionários que usam o e-mail da empresa para fazer tudo? Enviar piadas aos amigos, brigar com a namorada, ler o horóscopo diário, combinar os programas do final de semana e até mandar currículos? Pois fique atento: o endereço eletrônico corporativo não deve ser usado para falar de amenidades. O uso é restrito às necessidades profissionais.

Isso não significa que haverá punições severas quando alguém precisa falar com você com urgência. No entanto, a maioria dos chefes espera dos integrantes da equipe bom senso, acima de tudo. Desde que você não perca tempo com e-mails e consiga entregar o trabalho no prazo e com qualidade, sem esquecer da proatividade, não há problema.

Regras

Caso não haja uma política clara sobre a utilização do e-mail corporativo, pergunte diretamente ou faça uma sondagem com seus superiores em relação ao assunto. Isso porque há empresas que enxergam a questão com extrema seriedade.

Aprenda a investir na bolsa

Para se ter uma idéia, de acordo com uma pesquisa conduzida no EMC Fórum 2007, pela CSF Storage (companhia especializada em segurança de informações), 95% dos analistas, gerentes e diretores aguardam uma regulamentação para o uso do e-mail já nos próximos anos.

Além disso, 83% revelaram que a empresa na qual trabalham manifesta essa preocupação, 71% afirmam que já lidam com regras claras relacionadas ao tema e 67% acreditam que a empresa possui o direito de ler as mensagens recebidas pelos colaboradores. Aliás, entre os participantes da pesquisa, 56% dizem não usar o e-mail profissional para fins pessoais.

Em outros países, a regulamentação já é uma realidade. O Brasil ainda está atrasado com relação ao tema, porém, não se esqueça de que, nos dias de hoje, e-mails são considerados documentos.