Consultor explica como se preparar para assumir os negócios da família

Herdeiro deve seguir programa de preparação que dura cerca de quatro anos, antes de assumir a empresa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O sócio-diretor da DS Consultoria, Domingos Ricca, é um experiente consultor de empresas familiares e, ao longo dos anos, observou que, na maioria das vezes, não faz parte do sonho de herdeiros assumir a empresa da família. “Minha experiência mostrou que eles enxergam isso como obrigação”, explica.

Entretanto, é importante saber que a empresa em questão também é patrimônio dele. “Mesmo se o herdeiro tiver cursado uma faculdade que tem pouco a ver com o mercado de atuação do negócio, é importante ter a consciência de que muito do que obteve na vida foi graças à empresa do pai ou da mãe. Sem ela, a família inteira não teria alcançado objetivos e realizado sonhos. Daí a importância de sua valorização”, contesta Ricca.

Como se preparar

O consultor explica que é importante fazer parte do conselho administrativo da empresa antes de assumí-la. “É imprescindível ter noção do que acontece na empresa, de seus problemas e expectativas dos funcionários, antes de mais nada. Caso o fundador venha a falecer, o herdeiro terá condições de tocar o negócio ou tomar uma decisão difícil, como a venda.”

PUBLICIDADE

É de conhecimento geral que liderança e carisma são intransferíveis, por isso, Ricca recomenda que o herdeiro passe por estágios em todos os departamentos da empresa, com o intuito de conhecê-la e conquistar o respeito dos funcionários, já que é comum a percepção de que a pessoa assumiu a empresa apenas porque é “filho do dono” e não necessariamente graças à competência.

Ele conta de um cliente que colocou o filho para trabalhar no almoxarifado, para conseguir o respeito dos empregados. A instabilidade causada pela sucessão familiar na equipe é visível. Não é raro os funcionários acreditarem que a empresa irá falir.

Programa

Ricca acredita que a preparação deve ser feita junto ao fundador. “O programa de preparação dura cerca de quatro anos, mas o prazo é variável”, explica.

Após entender o negócio, é aconselhável que o futuro empresário realize cursos que tenham a ver com a área na qual irá atuar. Uma dica valiosa é fazer um curso ou MBA de gestão de empresas.