Conheça as vantagens de trabalhar em uma empresa com Código de Ética

Código de ética funciona como um contrato social, que estabelece limites de conduta para empresas e funcionários

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A pesquisa Código de Ética Corporativo 2008, do Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios, divulgada na semana passada, revelou que, entre as 500 maiores empresas em atuação no Brasil, apenas 148 ou 29,6% delas possuem e disponibilizam em seu site corporativo nacional o código de ética.

Constatou-se também que 85% dos códigos de ética prevêem o relacionamento com diversos stakeholders, indicando a crescente preocupação das empresas em satisfazer os interesses de todos os públicos que fazem parte de seus negócios, no dia-a-dia, de funcionários a clientes.

O fato é que poucas empresas possuem código de ética. Se ampliássemos o foco do estudo e incluíssemos micro e pequenas empresas, chegaríamos a um número ínfimo. O presidente do Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios, Douglas Flinto, ressalta que não é “um código de ética que fará com que uma empresa seja mais ética do que aquela que não o tem, mas este é um dos principais instrumentos da gestão responsável que acaba por nortear as ações a serem colocadas em prática no dia-a-dia”.

Aprenda a investir na bolsa

“Além disso, quando uma empresa disponibiliza seu código de ética em seu website, ela (empresa) torna público seu compromisso ético com todos os seus públicos, internos ou externos, os chamados stakeholders”, acrescenta.

O que é ética?

A palavra ética vem do grego ethos e, em seu significado, poderia ser escrita com “e” minúsculo, significando morada, ou com “E” maiúsculo, significando costumes, sentido que mais se aproxima da concepção que temos hoje. Agir eticamente é construir o próprio caráter e direção à virtude e é também construir o bem comum tal como o entendemos em nosso meio, em nossa comunidade.

A ética pode ser representada pela honestidade e integridade de conduta em todas as áreas de nossa vida. Por exemplo, no mundo dos negócios, as empresas não têm vida própria. Seus funcionários, de todos os níveis hierárquicos, é que dão vida à empresa. Então, o padrão de conduta de cada um dos colaboradores e a somatória das atitudes de todos determinarão se uma empresa é ética ou não.

Basicamente, o respeito norteia todas as ações e decisões da empresa ética, no que se refere ao tratamento dispensado aos funcionários.

Sobre o código de ética

Já o código de ética é definido no estudo como “declaração do conjunto de direitos, deveres e responsabilidades corporativas para com todos os stakeholders (funcionários, fornecedores, acionistas e clientes), refletindo os princípios e os valores da empresa, a gestão social e ambiental e o conjunto das normas de conduta para dirigentes, executivos e colaboradores, como também para os integrantes da cadeia produtiva, mediante os quais atuam as premissas que enriquecem os processos decisórios da empresa e orientam o seu comportamento”.

“As vantagens de se trabalhar numa empresa que dá a devida importância ao código de ética são inúmeras, mas podemos destacar que é por meio deste instrumento que a empresa reflete sua cultura, seus princípios e valores, fazendo com que todos venham a conhecer o seu modo de pensar e agir”, explica Flinto.

PUBLICIDADE

“Além disso, dá a todos os seus colaboradores um norte para a conduta profissional aceitável pela empresa e para os dilemas éticos que enfrentamos todos os dias. Se nada estiver indicado no próprio código, o funcionário terá total liberdade em procurar seu superior imediato ou o departamento responsável para dirimir suas dúvidas, pois a empresa vive um clima ético”, acrescenta.

Flinto lembra que a pesquisa também indicou que 105 empresas multinacionais disponibilizam seus códigos de ética somente no website global e não o fazem no domínio “com.br”, o que demonstra a falta de cultura no Brasil. Mas o código de ética define direitos e deveres recíprocos para empregador e empregado, fazendo toda a diferença para o profissional.

“Muitas empresas, no Brasil, ao assinar um contrato de trabalho, entregam um exemplar do código de ética da empresa e fazem seu novo colaborador assinar um documento que comprova o recebimento deste instrumento e garante o comprometimento de que respeitará todas as suas cláusulas. Isto acaba por fazer com que o código de ética seja uma extensão do contrato de trabalho. E isto é um grande avanço e um imenso comprometimento do empregador!”, afirma Flinto.

O que tem no código de ética?

O código de ética pode ser interpretado como a Lei Maior da empresa, como sua Constituição, ou seja, trata-se de uma “Carta dos Direitos e Deveres Fundamentais”, através da qual a empresa indica e esclarece as suas próprias responsabilidades éticas, sociais e ambientais. Assim, este instrumento exerce a função de contrato social.

Ele deve conter:

  • Missão e visão da empresa
  • Princípios e valores da empresa
  • Princípios éticos gerais
  • Princípios gerais de Justiça e eqüidade no relacionamento com os stakeholders
  • PUBLICIDADE

  • Gestão, tratamento, respeito e preservação do meio ambiente
  • Gestão da sustentabilidade
  • Normas e padrão de comportamento da empresa e de seus colaboradores
  • Organismos internos para reportar alguma desconformidade ao código
  • Procedimentos e padrões de atuação e controle (órgãos internos)

Sobre a pesquisa

A pesquisa Código de Ética Corporativo 2008 foi realizada por meio da internet. No mês de fevereiro de 2008, foram acessados todos os 500 websites das empresas de maior destaque no cenário nacional.