Como conseguir um emprego temporário nas férias de julho?

Serão 15 mil vagas temporárias abertas, com cerca de 3.400 delas ocupadas por jovens em busca do primeiro emprego

SÃO PAULO – O mercado de trabalho deve criar 25% mais vagas temporárias em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado.

No período, 15 mil vagas temporárias serão abertas e cerca de 3.400 delas serão ocupadas por jovens em busca do primeiro emprego, estima a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário).

Motivado por um cenário positivo, no qual novas oportunidades poderão surgir para a carreira, como um jovem deve se comportar para conseguir um trabalho durante as férias de julho?

PUBLICIDADE

“Os estudantes que querem uma renda extra precisam ficar sempre atentos às vagas oferecidas pelos contratantes e aos processos de seleção disponíveis”, afirma a diretora de comunicação da Asserttem, Jismália de Oliveira Alves. Segundo ela, os hotéis, parques e pousadas demandam muitas vagas para as áreas de lazer e entretenimento nessa época do ano.

Como alcançar a vaga?
Os métodos para o jovem se inserir no mercado de trabalho se distribuem de duas maneiras: indo direto ao contratante ou por meio de uma empresa especializada nesse tipo de serviço.

Jismália defende que a melhor maneira, para quem não quer perder tempo, já que se trata de apenas um mês, é ir até a empresa escolhida e deixar o currículo nas mãos do responsável pelo RH (Recursos Humanos).

Esse jovem deve procurar uma vaga, tendo um resumo estruturado, que relacione suas habilidades e qualificações, de forma que chame a atenção do recrutador.

Entrevista para uma vaga temporária
Muitas das vagas oferecidas são caracterizadas pelo contato com o público. Tomando como ponto de partida essa descrição, avalia Jismália, o jovem profissional deve, antes de tudo, ser comunicativo, educado e mostrar interesse em aprender.

“Na entrevista, ele [jovem] deve se posicionar bem, organizar suas ideias e discurso, para mostrar a vontade de trabalhar e de ganhar um dinheiro extra”, diz.

De acordo com a diretora, o interesse desse profissional ditará suas chances no futuro de manter uma porta aberta nessa empresa escolhida.

Oportunidade para dar e vender!
Um emprego temporário vai além de uma simples rotina profissional de dias contados. O indivíduo que preferir continuar, sustenta Jismália, estará tendo uma grande oportunidade de conhecimento justamente nessa fase da vida.

“O jovem deve tomar uma decisão e, se puder conciliar o estudo e o trabalho ao mesmo tempo, tudo isso será muito positivo”.

A especialista finaliza dizendo que esse profissional viverá o ambiente de trabalho que dará a ele experiência para se lançar em novas oportunidades, sem contar a carteira assinada que terá.