Consumo

Comércio deve aumentar número de contratações de temporários pelo 1ª vez desde 2014

As vendas de Natal de 2017 devem gerar a contratação de 73,1 mil trabalhadores

SÃO PAULO – Diante da volta do consumo e do crescimento da economia, as vendas de Natal de 2017 devem gerar a contratação de 73,1 mil trabalhadores temporários, segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

Caso esse número seja confirmado, será a primeira vez depois de dois anos que o comércio registrará aumento no número de empregados temporários para as festividades de fim de ano. Na comparação com 2016, a estimativa representa um avanço de 10%.

A CNC explicou que essa projeção é baseada também na expectativa de vendas do período, que deve registrar crescimento de 4,3% frente ao Natal passado. Até dezembro, o comércio deve movimentar R$ 34,3 bilhões.

PUBLICIDADE

Ainda segundo a entidade, a temporada de oferta de vagas no setor deve ocorrer entre setembro e dezembro. O maior número de contratações deve se concentrar em vestuário (48,9 mil vagas) e no de hiper e supermercados (10,4 mil vagas).

Os dois setores são considerados os “grandes empregadores” do varejo e representam 42% da força de trabalho do comércio. Esses segmentos, juntos, costumam responder por 60% das vendas natalinas.

Salário no comércio

O salário de admissão deverá alcançar R$ 1,19 mil, avançando 7,1% em termos nominais na comparação com o mesmo período do ano passado. O maior salário de admissão deverá ocorrer no ramo de artigos farmacêuticos, perfumarias e cosméticos (R$ 1,4 mil), seguido pelas lojas especializadas na venda de produtos de informática e comunicação (R$ 1,39 mil).