Pesquisa

CEOs estão pessimistas em relação ao crescimento das empresas em 2013

Maioria dos executivos acredita que economia global permanecerá estagnada em 2013

SÃO PAULO – Apenas cerca de 36% dos CEOs (Chief Executive Officer) em todo o mundo estão “muito confiantes” com o crescimento de suas companhias nos próximos 12 meses. De acordo com a pesquisa 16ª Annual Global CEO Survey da PwC (PricewaterhouseCoopers), houve queda de 4% no volume em relação ao ano imediatamente anterior, quando 48% estavam “muito confiantes”.

Apesar deste nível baixo, o resultado não é pior que o pessimismo de 2009 e 2010, que alcançaram respectivamente 21% e 31%. A pesquisa foi baseada nos resultados de 1.330 entrevistas com CEOs em 68 países.

No cenário geral, o pessimismo caiu, já que 28% apostam no declínio na economia em 2013. Na mesma pesquisa referente ao ano passado, esse número foi de 48%. Entretanto, apenas 18% acreditam em melhora no cenário geral e 52% creem que não ocorrerá mudanças.

PUBLICIDADE

O CEO global da PwC, Dennis Nally, ao divulgar os resultados do estudo, afirmou que os CEOs vão continuar cautelosos em relação aos negócios em curto prazo e também quanto às perspectivas no cenário econômico global. “Não é surpresa que a confiança deles tenha caído, considerando o elevado nível de preocupação que demonstram com aspectos como o excesso de regulação, a dívida pública e a instabilidade no mercado de capitais”.

Confiança entre continentes
Os CEOs da América Latina contrariam a tendência cautelosa revelada pelos executivos de outras regiões do mundo. A confiança deles no crescimento das empresas num curto prazo subiu para 53%, segundo o estudo, ligeiramente maior que o de 2012, quando 51% previam elevação nas receitas.

Europa em recessão, 22% dos CEOs da parte ocidental do continente estão “muito confiantes com a expansão dos negócios, sendo que no ano passado esse número foi de 27% e em 2011, 39%.

A América do Norte também não está otimista. A confiança no crescimento em curto prazo caiu de 42% no início de 2012 para 33% neste começo de ano. Na região Ásia-Pacífico, os extremamente confiantes retraíram de 42% no ano passado para 36% a partir de 2013.

Finalmente, na África, que foi observada por muitos como o próximo grupo de nações a sofrer um boom econômico, a confiança dos CEOs no crescimento das empresas caiu de 57% no ano passado para 44% nesta última edição da pesquisa.

Veja o desempenho das opiniões de alguns CEOs, segundo a PwC:

Países com CEOs mais confiantes para 2013
País% de CEOS
“muito confiantes”
* Pwc
Rússia66%
Índia63%
México62%
Brasil44%
China40%
Alemanha31%
Estados Unidos18%
Reino Unido22%
Japão18%
França13%
Coreia do Sul6%

No longo prazo    
Considerando o longo prazo, a confiança dos CEOs manteve-se estabilizada. 46% deles acreditam que haverá crescimento nos próximos três anos – quase o mesmo índice de 2012. Já por regiões, o levantamento mostros que os altos executivos da África e do Oriente Médio são os mais otimistas: 62% e 56% respectivamente. Europeus são os mais pessimistas: 34%.