Casais: o dilema de dar e colocar em prática conselhos profissionais

Mesmo que não saiba a realidade da profissão de seu (sua) companheiro (a), coloque-se em sua posição e diga o que faria!

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Imagine que sua mulher ou seu marido trabalhe na indústria farmacêutica e que você é engenheiro (a). É claro que, por mais que convivam há anos, é difícil saber ao certo como funciona cada segmento.

Isso porque não é você que está diretamente relacionado ao setor nem vivenciando a realidade do mercado. Por esses motivos, fica difícil dar conselhos profissionais, afinal, sua idéia sobre a carreira e o trabalho de seu (sua) parceiro (a) pode estar equivocada.

Mesmo assim, fale!

Diante disso, ficar quieto e não querer se intrometer não é a melhor alternativa. Caso resolva não falar, saiba que pode sofrer as conseqüências da atitude e não poderá reclamar depois.

Aprenda a investir na bolsa

Sempre abra espaço para conversa, mas antes de dar sua opinião, ouça toda a situação detalhadamente. Afinal, questões de carreira envolvem as finanças do casal, que devem ser discutidas.

Nada de julgar as atitudes do companheiro, já que em momentos de emoção todos podemos cometer erros. Sempre se coloque na posição da pessoa e diga o que faria. Isso pode ajudar a escolher o melhor caminho.

Se mudar de idéia sobre seu conselho, comunique o motivo. Converse sempre tentando dar um outro ponto de vista da situação e faça o papel do “advogado do diabo”.

Nada de exigir

Conselhos são apenas dados para que as pessoas baseiem suas atitudes, mas não são uma imposição. Nada de brigar se a pessoa não acatar e tente entender também a situação do (a) companheiro (a).

Já quem recebe o conselho não é obrigado a segui-lo. Somente leve em consideração o que foi dito pelo (a) companheiro (a), agradeça a ajuda e informe que não fará daquela maneira.