Busca por resultados é atributo mais valorizado por empresas, revela pesquisa

Segundo profissionais de RH, empresas ainda valorizam a visão global e estratégica, bem como a capacidade de aprendizado

SÃO PAULO – Pesquisa realizada pela Mercer revelou que liderança e perfil direcionado para resultados são as habilidades e competências mais valorizadas pelas empresas, apontadas por 83% dos profissionais da área de Recursos Humanos.

Em segundo lugar, ficaram adaptabilidade e flexibilidade, com 73% das respostas, seguidas de visão global e estratégica e de capacidade de aprendizado, ambas com 53% de indicação dos profissionais de RH.

Além disso, foram apontadas sensibilidade cultural (16%), experiência profissional internacional (9%) e disposição para expatriação (6%). A pesquisa foi feita com profissionais de RH que participaram de seminário realizado pela Mercer.

A crise mundial

PUBLICIDADE

A pesquisa ainda questionou aos profissionais de RH quais são os desafios mais relevantes de capital humano que as empresas estão enfrentando em 2009, e 75% deles responderam ser atrair e reter talentos.

Outros 74% disseram que é o treinamento e desenvolvimento, enquanto 67% apontaram questões relacionadas a clima, cultura e comunicação interna e 66%, à remuneração. Apenas 6% fizeram referência aos expatriados, com o desafio de formar talentos para assumir desafios em outros países.

Expatriação

Em relação ao envio de profissionais ao exterior, a pesquisa detectou que 76% das empresas fazem isso para contribuir para o desenvolvimento dos colaboradores de alto potencial, na visão da área de RH.

Já 71% responderam que a expatriação é feita para proporcionar o intercâmbio e troca de experiências entre os profissionais de todos os escritórios ao redor do mundo, mesma proporção dos que disseram ser pela necessidade dos negócios. Outros 51% afirmaram ser para motivar e reter talentos e 12%, para reconhecer esforços profissionais ao longo dos anos.

Dentre os itens que fazem o plano de expatriação ser bem-sucedido, os profissionais de RH responderam a abordagem da remuneração utilizada (64%) e o planejamento do processo de repatriação (61%).