Busca por executivos de alto padrão cresce 13% no primeiro trimestre de 2011

De acordo com o levantamento, os setores que mais contrataram foram High-Tech, Automotiva e Life Science

SÃO PAULO – A busca por executivos de alto padrão, como presidentes, diretores, CEOs e CFOs, apresentou aumento de 13% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com igual período de 2010, segundo revela pesquisa realizada pela Fesa, empresa especializada na busca e seleção de executivos.

De acordo com o levantamento, os setores que mais contrataram foram High-Tech, Automotivo e Life Science, com crescimento de 300%, 100% e 100%, respectivamente.

Dentre os motivos para a grande busca de executivos de alto padrão está a entrada maciça de empresas internacionais no Brasil, conforme explica o CEO da Fesa, Alfredo Assumpção.

PUBLICIDADE

“Em apenas um ano, a procura por altos executivos em muitas áreas praticamente dobrou, mostrando que o mercado de trabalho no Brasil nunca esteve tão esquecido, o que nos faz ligar um alerta sobre a possibilidade real de um apagão de talentos nos próximos tempos dentro do País, devido à falta de infraestrutura humana para suportar tanto crescimento. Esses números também são reflexo de uma entrada maciça de empresas internacionais no Brasil, que vêm buscando líderes locais, com capacidade de transitar por diferentes culturas”, diz Assumpção.

São Paulo
Ainda conforme o estudo da Fesa, em São Paulo a função de Supply Chain foi a mais procurada, com crescimento de 400% em relação ao ano anterior.

Em seguida apareceram o recrutamento para recursos humanos e finanças, com 67% e 26%, nesta ordem .

Alta e média gerência
Quando considerada a busca por executivos de alta e média gerência, o setor que mais demandou no Brasil foi o automotivo, com crescimento de 125% em relação ao mesmo período do ano passado.

Com alta de 100% nas buscas, os serviços especializados, como advocacia, shopping, serviços educacionais e hotelaria, aparecem na segunda colocação, seguido pelo setor de energia, que apresentou alta de 92%.