MTE

Brasil gerou 196 mil postos de trabalho em abril

Na comparação com março deste ano, houve uma expansão de 0,49% no estoque de assalariados

arrow_forwardMais sobre
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – Conforme a presidente Dilma Rousseff adiantou na última segunda-feira (20), o Brasil gerou cerca de 200 mil postos de trabalho em abril. De acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), foram 196.913 empregos celetistas.

Na comparação com março deste ano, houve uma expansão de 0,49% no estoque de assalariados com carteira assinada. Já frente a abril do ano passado, houve uma redução de 9,25%.Brasil gerou 196 mil postos de trabalho em abril

Nos últimos 12 meses, houve criação de 1.087.410 postos, correspondendo ao crescimento de 2,79% no contingente de empregados celetistas do País.

PUBLICIDADE

Crescimento setorial
Na análise mensal, os oito setores de atividade econômica analisados apresentaram crescimento na geração de empregos formais. Em números absolutos, o destaque ficou com Serviços, com 75.720 vagas de trabalho. Porém, a maior variação percentual ficou com Agropecuária, que registrou alta de 1,59% no número de vagas (+24.807 postos).

Outro destaque do período foi a Indústria da Transformação, que apresentou acréscimo de 40.603 postos de trabalho (+0,49%). Em seguida aparecem a Construção Civil, com a criação de 32.921 postos e o Comércio, com 16.631 postos.

Em contrapartida, a Indústria Extrativista Mineral, com 637 postos, os Serviços Industriais de Utilidades Públicas, com 2.237 postos.

Análise regional
Ao analisar as as unidades da Federação, 21 elevaram o nível de emprego, com duas delas apresentando saldos recordes, duas o segundo maior saldo para o mês e duas o terceiro melhor resultado. Os destaques positivos foram: São Paulo (+80.227 postos ou +0,63%), Minas Gerais (+23.523 postos ou +0,56%), Paraná (+18.937 postos ou +0,72%), Goiás (+18.676 postos ou +1,59%, saldo recorde para o mês), Rio de Janeiro (+15.000 postos ou +0,40%). Além de Goiás, outro estado recordista no mês foi Sergipe (+2.520 postos ou + 0,89%).

Também merecem destaques os estados de Santa Catarina (+10.273 postos ou +0,53%) e Amapá (+583 postos ou +0,77%), que apontaram o segundo maior saldo para o período.