ranking mundial

Brasil está em 4º entre países com a melhor intenção de contratação, diz pesquisa

Cerca de 20% dos empregadores pensam em aumentar sua força de trabalho nos próximos três meses

businessmen on start line of running track, low angle view, side view
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Para os próximos três meses, mais de 22% dos empregadores brasileiros esperam contratar, enquanto 9% antecipam uma redução de funcionários e 67% pretendem manter suas equipes, segundo a pesquisa trimestral Expectativa de Emprego, da ManpowerGroup. As expectativas colocam o Brasil em 4º entre os 42 países com a melhor intenção de contratação, atrás apenas de Índia, Taiwan e Cingapura.

Ainda afetados pela crise, países europeus como Itália e Espanha têm as menores expectativas de contratação. O Brasil foi líder entre países da América do Sul. Confira abaixo os 10 países com as melhores intenção de contratação para os próximos três meses:

PosiçõesPaíses
*ManpowerGroup
1Índia
2Taiwan
3Cingapura
4Brasil
5Guatemala 
Nova Zelândia 
Perú 
Japão 
México
10Hong Kong

No Brasil
De acordo com o estudo, a perspectiva de contratação teve uma queda de 4 pontos percentuais comparado ao 3º trimestre de 2013 e 9 pontos percentuais mais fraco na relação ano a ano. “Embora os planos de contratação dos brasileiros enfraqueceram consideravelmente tanto trimestre a trimestre e ano a ano, o mercado de trabalho do País continua sendo um dos mais fortes no mundo”, comenta o Country Manager do ManpowerGroup Brasil, Riccardo Barberis.

Aprenda a investir na bolsa

Barberis conta que, no entanto, não espera que o ritmo de contratação no Brasil seja tão ativo como em um passado recente. “O mercado de trabalho nacional está enfrentando alguns desafios importantes. Com baixa confiança do setor produtivo e do consumidor, inflação elevada e crescimento fraco, se torna natural uma queda na geração de empregos, e reflete diretamente no declínio das intenções de contratação”, completa.

Contratação por setor
No Brasil, a contratação de trabalhadores está prevista em todos os oito setores da indústria e em todas as cinco regiões analisadas para o próximo trimestre. Porém, assim como houve um queda no índice geral da perspectiva de contratação, sete setores e todas as cinco regiões relataram intenções mais fracas em comparação ao 3º trimestre de 2013.

Entre as melhores intenções foram registradas no setor de Finanças e Seguros & Imobiliário, com uma expectativa de 30%. Planos de contratação também aumentaram no setor de Serviços, com uma perspectiva de 24 %. O Comércio relata uma previsão otimista de 19% e perspectivas ficam em 18 % e 13 % nos setores de Transportes e Serviços Públicos e Administração Pública e Educação, respectivamente.

Quando comparado com o 4 º trimestre de 2012, as intenções enfraquecem em todos os oito setores da indústria. O declínio mais notável de 25 pontos percentuais é relatado no sector da Construção.

Comparação Regional
Empregadores brasileiros anteciparam um ritmo contratação positivo em todas as cinco regiões. As mais fortes perspectivas de contratação são nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde as taxas são de 21% e 20%, respectivamente. No Paraná os empregadores relataram um otimismo de 18% e tanto na Cidade São Paulo como em Minas Gerais, o índice é de 12%.