Brasil deve gerar 3 milhões de empregos até o final de 2011, prevê Lupi

De acordo com o ministro, nos cinco primeiros meses do ano, foram contabilizados 1,16 milhão de empregos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Brasil deve encerrar 2011 com a geração de 3 milhões de empregos. A afirmação foi feita pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, nesta segunda-feira (20), durante o lançamento do programa ProJovem Trabalhador no estado do Rio de Janeiro.

“Estamos com muitos investimentos no Brasil ainda, principalmente os investimentos internacionais. Estamos com muitos preparativos para as Olimpíadas, a Copa do Mundo, muitos investimentos do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], o Programa Minha Casa, Minha Vida está ampliando sua capacidade de investimento. Sou muito otimista. Devemos ter um segundo semestre melhor do que o primeiro”, disse, segundo a Agência Brasil.

Cinco primeiros meses
O ministro também adiantou os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que serão anunciados ainda nesta segunda-feira. De acordo com Lupi, nos cinco primeiros meses do ano, foram contabilizados 1,160 milhão de empregos. Somente em maio, foram gerados 200 mil postos de trabalho.

Aprenda a investir na bolsa

Apesar de os dados serem positivos, o número de empregos não supera o desempenho recorde do mercado de trabalho, obtido nos cinco primeiros meses de 2010, quando mais de 1,300 milhão de empregos foram criados.