Brasil deve gerar 3 milhões de empregos até o final de 2011, prevê Lupi

De acordo com o ministro, nos cinco primeiros meses do ano, foram contabilizados 1,16 milhão de empregos

SÃO PAULO – O Brasil deve encerrar 2011 com a geração de 3 milhões de empregos. A afirmação foi feita pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, nesta segunda-feira (20), durante o lançamento do programa ProJovem Trabalhador no estado do Rio de Janeiro.

“Estamos com muitos investimentos no Brasil ainda, principalmente os investimentos internacionais. Estamos com muitos preparativos para as Olimpíadas, a Copa do Mundo, muitos investimentos do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], o Programa Minha Casa, Minha Vida está ampliando sua capacidade de investimento. Sou muito otimista. Devemos ter um segundo semestre melhor do que o primeiro”, disse, segundo a Agência Brasil.

Cinco primeiros meses
O ministro também adiantou os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que serão anunciados ainda nesta segunda-feira. De acordo com Lupi, nos cinco primeiros meses do ano, foram contabilizados 1,160 milhão de empregos. Somente em maio, foram gerados 200 mil postos de trabalho.

PUBLICIDADE

Apesar de os dados serem positivos, o número de empregos não supera o desempenho recorde do mercado de trabalho, obtido nos cinco primeiros meses de 2010, quando mais de 1,300 milhão de empregos foram criados.