Boa notícia: empresas pretendem investir mais em seus talentos em 2006

Pesquisa realizada em 60 países mostra companhias preocupadas com desenvolvimento profissional dos seus funcionários

SÃO PAULO – Que o mercado de trabalho se mantém acirrado, todo mundo sabe.
Mas a boa notícia é que, para este ano, as empresas se mostram preocupadas em reter seus talentos, promovendo o desenvolvimento de seus funcionários.

Tendência mundial

Pesquisa Talento Global, realizada pela Deloitte Touche Tohmatsu, aponta que as companhias estão bastante preocupadas em atrair e reter talentos. Cerca de 80% delas em todo o mundo, e 91% das brasileiras, independente do porte ou área de atuação, planejam aumentar seus investimentos neste ano em ações voltadas ao treinamento de seus funcionários.

O motivo principal para este comportamento é a preocupação quanto à perda de profissionais importantes em seu quadro. De acordo com a pesquisa, 80% das empresas brasileiras afirmam que já vivem ou devem viver, em um período de três a cinco anos, a perda de funcionários que ocupam cargos executivos e técnicos. Em outros países, esta realidade preocupa 74% das empresas.

Cargos estratégicos

PUBLICIDADE

O sócio-diretor da Deloitte no Brasil, Vicente Picarelli Filho, em entrevista ao Diário do Comércio (órgão de comunicação da Associação Comercial de São Paulo), afirma que em empresas de vários segmentos a manutenção de quadros altamente qualificados é fundamental.

Por isso, “a iminência de perda de profissionais em cargos estratégicos, muitos deles hoje às vésperas da aposentadoria, constitui preocupação crescente”.