Auto-avaliação: veja cinco perguntas que você deve fazer à sua empresa

"As respostas são importantes, porque elas levam à ação. Mas o importante é fazer essas perguntas", diz autor de livro

SÃO PAULO – Todo líder precisa passar por um processo de auto-avaliação. Para isso, é indicado que ele faça cinco perguntas essenciais para a empresa em que atua, de acordo com o mestre da Administração Peter Drucker*.

Elas são: qual é a nossa missão? Quem é o nosso cliente? O que o nosso cliente valoriza? Quais são nossos resultados? Qual é o nosso plano? As questões constam no livro “As cinco perguntas essenciais que você sempre deverá fazer sobre sua empresa”, lançado pela editora Campus-Elsevier e ajudam o profissional a saber se está cumprindo com seu propósito.

“Os aspectos mais importantes da ferramenta de auto-avaliação são as perguntas apresentadas por ela. As respostas são importantes porque elas levam à ação. Mas o importante é fazer essas perguntas”, diz Drucker.

Perguntas simples

PUBLICIDADE

De acordo com Drucker, perguntas simples como as que se coloca podem ser profundas e exigir do responsável pela responsável muito reflexão. É preciso fazer uma auto-avaliação extremamente franca, o que pode ser doloroso.

Ele explicou que estas questões podem ser aplicadas em qualquer organização. Elas orientam no processo de análise e dão origem a um plano estratégico mensurável e focado em resultados para ampliar as metas das empresas.

Este modelo de auto-avaliação é flexível e adaptável e pode ser usado em qualquer sala de reuniões, seja em uma empresa pública, seja em uma empresa privada. O que importa é que, depois da análise, exista um comprometimento com as mudanças que forem necessárias ou com o processo que se coloca.

* Drucker, que morreu aos 95 anos em 2005, foi professor, consultor e escritor. Prestou consultoria para 13 governos, instituições públicas e grandes corporações. É autor de 13 livros, traduzidos para 20 idiomas.