Arrecadação líquida do FGTS cresce 46% no primeiro bimestre

Nos dois primeiros meses do ano, a arrecadação líquida foi de R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 1 bilhão em fevereiro

SÃO PAULO – O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) apresentou arrecadação líquida de R$ 3,8 bilhões no primeiro bimestre deste ano, uma alta de 46% frente ao mesmo período do ano passado, informou o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) nesta quarta-feira (23).

No período, a arrecadação bruta ficou em R$ 12,2 bilhões, o que representa crescimento de 14% na comparação com o primeiro bimestre de 2010.

O crescimento do emprego com carteira assinada reflete de forma positiva a arrecadação líquida do FGTS, aumentando os depósitos. “Os comparativos mostram a força do mercado brasileiro, com o aumento do patrimônio do FGTS, que é dinheiro do trabalhador” destacou o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

PUBLICIDADE

Fevereiro
Somente no mês de fevereiro, os saques ficaram em R$ 4,5 bilhões, retração de 2,61% frente ao mesmo mês do ano passado. O fator é positivo, porque mostra estabilidade do mercado de trabalho. Os motivos para saque foram demissão (60%), aposentadoria (13%) e habitação (7%).

A arrecadação bruta em fevereiro ficou em R$ 5,5 bilhões, alta de 11,5% frente ao mesmo mês de 2010. Desta forma, a arrecadação líquida foi de R$ 1 bilhão (crescimento de 14,1%).

Em fevereiro, foram criados 280.799 novos empregos com carteira assinada no Brasil, número recorde para o período.