Apenas 3% dos postos de trabalho para pessoas com deficiência são para liderança

De acordo com o levantamento, 80% das vagas exclusivas para estes profissionais estão restritas aos cargos operacionais

SÃO PAULO – Apenas 3% das oportunidades de trabalho para pessoas com deficiência são para cargos de coordenação, supervisão, gerência e direção, segundo revela pesquisa realizada pelo site vagas.com.br.

De acordo com o levantamento, 80% das vagas exclusivas para estes profissionais estão restritas aos cargos operacionais. Na avaliação do gerente de vendas da Vagas Tecnologia, Luís Testa, o fato passa pela falta de qualificação destes trabalhadores, visto que do total de currículos cadastrados no site de pessoas com deficiência, somente 6% possuem superior completo, percentual que cai para 0,9% quando se trata de curso de pós-graduação, mestrado ou doutorado.

“Este levantamento mostra que há ainda uma discrepância entre as ofertas oferecidas para pessoas com deficiência e demais públicos. Revela ainda que algumas empresas estão utilizando a Lei da Cota para preencher cargos operacionais. Mas as empresas também sofrem com a falta de qualificação dos PCDs, um dos motivos para não oferecem mais vagas estratégicas a esse público”, diz.

PUBLICIDADE

Perfil
Ainda conforme o estudo, quando o assunto é a oferta de vagas para candidatos com superior completo ou em andamento, as oportunidades destinadas para portadores com deficiência respondem a 32% do total para este público, enquanto que para o público em geral, este percentual é de 66%.

Quanto ao tipo de deficiência mais encontrado entre os candidatos que estão em busca de oportunidades no mercado de trabalho, do total de inscritos no site, 54% apresenta algum tipo de deficiência física; 23% possuem problemas auditivos; 17,6% visuais.

Os portadores de deficiências mentais somas 9%, enquanto que os que têm problemas relacionados à fala são 3%.