Agronomia: profissão alia conhecimento do campo, pesquisa e negócios

Agrônomo deve acompanhar desde o plantio ou criação de rebanhos até a comercialização da produção

SÃO PAULO – Quem acompanha o mercado de trabalho sabe que a realidade mudou e que as exigências hoje são muito maiores: é esperado do profissional uma visão do todo, poder de negociação, interesse pela pesquisa, pelo estudo e habilidade em trabalhar em equipe.

Dentro da agronomia isso não é diferente. Quem ainda tem em mente a visão de que o agrônomo vive isolado, no meio de plantações e criações, está redondamente enganado.

É certo que este profissional planeja, organiza e acompanha o preparo e o cultivo do solo, bem como a criação dos rebanhos. Mas seu trabalho vai muito além. Ele atua também em escritórios, mantém-se atualizado sobre tecnologias e pesquisas científicas, controla estoques, checa cotações e acompanha o mercado nacional e internacional.

PUBLICIDADE

Sendo assim, a visão de negócio é fundamental também neste ramo de atuação. Afinal, o agribusiness no Brasil tem mostrado crescimento e, embora os diferentes setores da produção rural brasileira necessitem de modernização, não há como desprezar considerável avanço.

Onde trabalhar?

O agrônomo pode trabalhar na fazenda, em empresas, indústrias e cooperativas do setor agrícola e de produtos animais, além de instituições financeiras que tenham negócios voltados à atividade rural.

Este profissional atua em toda a cadeia dos agronegócios. Tem condições de planejar a colheita, o armazenamento e de gerenciar a distribuição da safra. Pode ainda voltar suas atenções para o ensino e para a pesquisa, e encontra boas possibilidades também na área ambiental, principalmente em ONGs e ações voltadas ao reflorestamento.

Estudos e pesquisas

O curso de Agronomia tem, em média, cinco anos de duração, compostos por muito estudo e pesquisa. Nos primeiros dois anos o aluno terá contato com disciplinas como biologia, bioquímica, matemática, informática e estatística.

No decorrer do curso, o lado prático vai recebendo maior destaque, por meio das disciplinas profissionalizantes, como manejo de pastagem, climatologia, administração rural e mecanização agrícola.

O estudante deve ainda cumprir uma carga horária de estágio profissional supervisionado, que pode ser feito em fazendas, laboratórios ou institutos de pesquisa.

Mercado de trabalho

As indústrias alimentícias e agroindustriais costumam contratar agrônomos, principalmente especialistas em economia e administração rural, para gerenciar toda a cadeia produtiva. Isso significa dizer que ele acompanha todos os processos, desde o cultivo no campo até a comercialização e garantia de boa qualidade do produto que chega ao consumidor.

Além das regiões Sudeste e Sul, registra-se procura pelos agrônomos também na região Centro-Oeste, em razão de grandes culturas, como a soja.