Mercado de trabalho

15% dos trabalhadores temporários do Natal foram contratados

Segundo a Associação, 23,5 mil trabalhadores temporários foram efetivados no final do ano

arrow_forwardMais sobre
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – Um levantamento divulgado pela Assertem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário) e pelo Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo revelou que 23,5 mil trabalhadores temporários foram efetivados com o final do Natal. O número representa 15% do total que foram contratados temporariamente, que foi de 157 mil.

Segundo os dados, 20% das vagas foram preenchidas por jovens em situação de primeiro emprego, ou seja, aproximadamente 31,4 mil trabalhadores sem experiência foram contratados tanto no comércio como na indústria.

Para a presidente da Assettem, Jismália de Oliveira Alves, o aumento de 7% nas contratações temporárias em relação ao ano anterior se deve, entre outros fatores, pela injeção de R$ 131 bilhões proporcionada pelo pagamento do 13º salário. “Neste Natal, 80 milhões de trabalhadores contaram com 10% mais dinheiro que no mesmo período de 2011”.

PUBLICIDADE

Comércio e a indústria
O setor do comércio foi responsável por 75% das contratações e teve 60% das vagas preenchidas por trabalhadores entre 18 e 39 anos, a maioria (53%) homens. Na remuneração houve aumento de 3,5% em relação ao período anterior, ficando em torno de R$ 870, com direito a benefícios como vale-transporte e vale-refeição.

Na indústria, a remuneração média foi R$ 1.155, o que representa aumento de 5% em relação ao ano anterior. Benefícios como vale-transporte e vale-refeição garantidos. Também neste caso foram contratados mais homens, que ocuparam 68% das vagas temporárias. A maioria (65%) dos trabalhadores tem entre 18 e 39 anos.