Conteúdo editorial apoiado por

Oncoclínicas encaminha venda de operação de back office para Accenture

OC Serviços é responsável por oferecer soluções de apoio ao setor de recursos humanos e contabilidade na área da saúde

Rikardy Tooge

Publicidade

A Oncoclínicas encaminhou no fim de novembro a venda de sua vertical de back office, chamada de OC Serviços, para a Accenture Brasil, subsidiária do grupo irlandês de mesmo nome. O valor da transação não foi divulgado e o negócio aguarda aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A OC Serviços, segundo informaram as empresas ao órgão antitruste, é responsável pelos serviços de retaguarda da empresa, em especial ao suporte ao departamento de recursos humanos, compras, finanças e ciclo de receita. Esses serviços não são comercializados atualmente pela Oncoclínicas, o que se tornou um atrativo para a Accenture, multinacional listada em Nova York e que atua em 49 países.

“A operação representará incremento ao seu portfólio de atividades, inclusive com ganhos de know-how referente ao setor de Saúde, para a oferta de soluções de back office para clientes corporativos que tenham interesse em terceirizar este tipo de atividade”, defendeu a Accenture ao Cade. Já a Oncoclínicas avaliou que a transação permitirá que a empresa concentre seus esforços em seu core business.

Por fim, as empresas alegam que a aquisição não criará problemas de concentração de mercado, uma vez que o negócio visa o oposto: que mais empresas possam ter acesso à expertise da OC Serviços em back office para o setor de saúde.

Procuradas, Oncoclínicas e Accenture não comentam a transação.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Rikardy Tooge

Repórter de Negócios do InfoMoney, já passou por g1, Valor Econômico e Exame. Jornalista com pós-graduação em Ciência Política (FESPSP) e extensão em Economia (FAAP). Para sugestões e dicas: rikardy.tooge@infomoney.com.br