Conteúdo editorial apoiado por

Premier League troca Panini por Fanatics no bilionário negócio de colecionáveis   

Fanatics toma exclusividade por cartas colecionáveis da Panini na principal liga de futebol do mundo

Bloomberg

Publicidade

(Bloomberg) — A liga de futebol inglesa Premier League inglesa fechou um acordo exclusivo pelos seus cartões colecionáveis ​​com a Fanatics, enquanto a empresa de merchandising de esportes dos EUA busca expandir seu negócio de colecionáveis ​​no exterior.
Como parte do acordo plurianual, a Fanatics obterá os direitos da liga e de todos os seus 20 clubes de futebol, incluindo nomes de destaque como Manchester United, Arsenal e Liverpool. O acordo, que começa em junho de 2025, abrange também jogos de cartas e adesivos.

“O futebol é o maior esporte global e temos nos apoiado em nossa expansão global”, disse David Leiner, presidente de cartões colecionáveis ​​da Fanatics Collectibles, em entrevista. “Todos os nossos parceiros esportivos e de licenciamento têm aspirações globais.”

A Fanatics pousou na indústria de cartões colecionáveis ​​pela primeira vez em 2021, quando o CEO Michael Rubin negociou a aquisição de direitos exclusivos para as maiores ligas esportivas dos EUA e depois comprou a fabricante de cartões Topps. A divisão Fanatics Collectibles atingiu US$ 1 bilhão em vendas anuais no ano passado.

Continua depois da publicidade

O antigo acordo da Premier League com a italiana Panini SpA, mais conhecida por seus adesivos colecionáveis ​​de futebol, está prestes a expirar. A entrada abrupta de Rubin nas cartas foi fortemente contestada pela Panini, que processou a Fanatics no ano passado em um processo federal antitruste na Flórida. A Fanatics rebateu e negou as acusações.

As cartinhas continuam sendo um produto visado pelos colecionadores, especialmente na Europa, embora o segmento tenha estagnado nos últimos anos, segundo Leiner. Os executivos planejam experimentar novas ideias no ramo de adesivos, embora não vejam isso como um motor de crescimento.

A Premier League junta-se a uma linha de licenciamento da Fanatics que inclui várias outras ligas de futebol, como a Major League Soccer nos EUA, a Bundesliga da Alemanha e as competições de clubes da UEFA. Também tem acordo de patrocínio com a lenda argentina Lionel Messi.

Continua depois da publicidade

Embora a Fanatics tenha se concentrado principalmente nos EUA, está começando a entrar em mercados mais internacionais, onde o futebol é fundamental. A gestão identificou vários mercados prioritários, como o Reino Unido, Alemanha, China e Japão.

Isso levou a companhia a considerar obter mais direitos de futebol a nível mundial, disse Leiner, incluindo potenciais acordos com ligas, clubes e jogadores individuais.