Conteúdo editorial apoiado por

Meta enfrenta investigação da União Europeia sobre riscos à segurança infantil

O Facebook e o Instagram serão investigados por possíveis violações de regras de conteúdo online relacionadas à segurança infantil

Reuters

Logos do Facebook e Instagram e palavras "assinatura mensal" em ilustração 19/01/2023 REUTERS/Dado Ruvic/Ilustração/Arquivo

Publicidade

(Reuters) – O Facebook e o Instagram serão investigados por possíveis violações de regras de conteúdo online da União Europeia (UE) relacionadas à segurança infantil, disseram autoridades do bloco de países nesta quinta-feira (16), um processo que pode levar a multas pesadas para a controladora, a Meta (META).

As empresas de tecnologia são obrigadas a agir para combater o conteúdo ilegal e nocivo em suas plataformas, de acordo com a Lei de Serviços Digitais (DSA, na sigla em inglês) da UE, que entrou em vigor no ano passado.

A Comissão Europeia disse que decidiu abrir uma investigação aprofundada sobre o Facebook e o Instagram devido a preocupações de que eles não haviam abordado adequadamente os riscos para as crianças. A Meta apresentou um relatório de avaliação de risco em setembro.

Continua depois da publicidade

“A Comissão está preocupada com o fato de que os sistemas do Facebook e do Instagram, incluindo seus algoritmos, possam estimular vícios comportamentais em crianças, bem como criar os chamados ‘efeitos de buraco de coelho'”, disse o executivo da UE em um comunicado.

“Além disso, a Comissão também está preocupada com os métodos de verificação e garantia de idade implementados pela Meta”. As preocupações do órgão regulador estão relacionadas ao acesso de crianças a conteúdo inadequado.

A Meta disse que já possui várias ferramentas para proteger crianças. “Passamos uma década desenvolvendo mais de 50 ferramentas e políticas destinadas a protegê-las”, disse um porta-voz da Meta.

Continua depois da publicidade

A empresa já está na mira da UE em relação à desinformação eleitoral, uma preocupação fundamental antes das eleições para o Parlamento Europeu no próximo mês. As violações da DSA podem levar a multas de até 6% do faturamento global anual de uma empresa.