Conteúdo editorial apoiado por

PaGol fatura R$ 200 milhões no primeiro ano

Conta digital de família dona da Gol agora se estrutura para oferecer crédito

Iuri Santos

Publicidade

A conta digital da PaGol, empresa da família da família de acionistas de Gol e Smiles, fechou o seu primeiro ano com um faturamento de R$ 200 milhões, cumprindo a meta estabelecida na sua inauguração. A “fintravel”, como batizaram os fundadores, agora se estrutura para expandir o pacote de serviços, com oferta de crédito e Pix prevista para o próximo ano.

Fundada em novembro de 2022, a financeira faz parte de uma estratégia de fomento à demanda por viagens no grupo por utilizar o saldo em conta para gerar milhas: a cada R$ 200 depositados em conta, o cliente acumula uma milha por dia útil — é assim que a empresa converte o spread dos depósitos no benefício. “Essa milha, entra na Smiles como faturamento, e esse cliente pode usar essa milha para emitir um voo”, explica Ravel Lage, CEO da PaGol.

Para o executivo, a estratégia está funcionando. O programa de milhas por saldo (associado a outras iniciativas) aumentou em 70% o acúmulo de milhas por clientes e a emissão de voos em 40%.

A empresa espera aumentar o faturamento para o próximo ano, mas não abre a meta. Para atingir os resultados de 2024, a PaGol deve expandir seu portfólio de produtos e tem se dedicado a aprimorar a estrutura de controle de risco de crédito. Por se tratar de uma estreante no mundo das finanças, os passos estão sendo dados com cautela. “O coração do banco é risco de crédito. Assim como o coração da aérea é o pricing. Então, o banco que não cuida do risco de crédito, simplesmente deixa de existir”, diz Lage.

Embora esteja satisfeita com os desempenhos, a empresa ainda enfrenta um desafio que considera “educacional”: levar o nome da marca mais longe para angariar novas contas. Sem grandes investimentos devido à sua estratégia de crescimento orgânico e com foco na fidelização de clientes do grupo, a PaGol deve usar as plataformas de Smiles e Gol para impulsionar a abertura de contas.

Além do retorno em milhas pelo saldo em conta, a “fintravel” oferece benefícios como retorno de milhas por pagamento de boleto e gastos no cartão de débito. “Nossa aposta foi conseguir dar milhas dentro de um arranjo de cartão de débito. Há um grupo de clientes que não gosta de usar o crédito e não ganha milhas. Esse cliente está longe da fidelidade”, diz Lage. Hoje, a principal concorrência da empresa são as fintechs.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.