Conteúdo editorial apoiado por

Conab corta estimativa para exportações brasileiras de soja

Segundo a estatal, volume alcançará 98,4 milhões de toneladas em 2023/24, em queda de 3,4%

Fernando Lopes

Publicidade

Com a redução que promoveu em sua estimativa para a colheita de soja no país nesta safra 2023/24, de 160,2 milhões para 155,3 milhões de toneladas), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou também para baixo a projeção para as exportações do grão. Segundo a estatal, os embarques deverão somar 98,4 milhões de toneladas, ante as 101,6 milhões previstas no mês passado e as 101,9 milhões da temporada 2022/23.

Segundo o cenário mais recente traçado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que representa empresas que processam e exportam a matéria-prima, os embarques do país deverão chegar a 99,3 milhões de toneladas este ano (US$ 52,6 bilhões), mas partindo do princípio que a produção chegaria a 160,3 milhões de toneladas, o que certamente não vai acontecer.

O Brasil lidera as exportações globais de soja em grão, e o produto e seus derivados (farelo e óleo) encabeçam os embarques do agro brasileiro.

Newsletter

IM Business Agro

Inscreva-se na newsletter e receba análises exclusivas sobre tudo que movimenta o universo do agronegócio, além de uma curadoria com o que de melhor aconteceu ao longo da semana

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Tópicos relacionados