Conteúdo editorial apoiado por

Com saída de Liel Miranda para a Alpargatas, Mondelez anuncia novo CEO

Maximiliano Cardoso, que está na Mondelez International há mais de duas décadas, vai assumir o cargo em fevereiro do ano que vem

Equipe InfoMoney

Publicidade

A Mondelez já tem um novo nome para o cargo de diretor-presidente da sua unidade de negócios no Brasil. A partir de 1º fevereiro de 2024, a cadeira vai ser assumida por Maximiliano Cardoso, que está na Mondelez International há mais de duas décadas. Atualmente, ele é presidente da WACAM, unidade de negócios da companhia que engloba Colômbia, Peru, Equador, Chile, Caribe e América Central.

De acordo com comunicado da companhia, Cardoso começou na Mondelez há 23 anos, em Buenos Aires, na Argentina, e “teve uma carreira ascendente em marketing na América Latina”. Ele trabalhou por duas vezes no Brasil. A primeira, entre 2007 e 2009, quando foi responsável pelo segmento de Club Social/Savory Biscuits. A segunda, entre 2015 a 2017, quando liderou o negócio de chocolate

Como presidente da WACAM, está há cinco anos em Bogotá, na Colômbia, reconhecida como melhor unidade de negócios da Mondelez Internacional.

“Sob sua liderança a organização alcançou resultados notáveis, como um aumento significativo em receita, participação de mercado e construiu uma equipe de alto desempenho para executar a Visão 2030”, diz a nota da empresa, citando seu plano estratégico para os próximos anos.

Maximiliano Cardoso vai substituir o atual CEO da Mondelez no Brasil, Liel Miranda, que ocupava o cargo desde 2019. Miranda foi escolhido pelo conselho de administração da Alpargatas para assumir o comando da companhia a partir do ano que vem. Ele entra no lugar de Luiz Fernando Edmond, que ocupava a presidência da dona da Havaianas interinamente, desde que Roberto Funari anunciou sua saída em abril.

Maximiliano Cardoso (à esquerda) vai substituir Liel Miranda (direita) no comando da Mondelez (Divulgação)